Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Desfalcados, clubes articulam boicote à seleção olímpica

Liderado pelo Grêmio, grupo deverá pedir que 12 atletas de equipes nacionais sejam desconvocados por Dunga para não perder três rodadas do Brasileirão

Os principais clubes do país se articulam para boicotar a seleção brasileira olímpica. Liderado pelo Grêmio, o grupo planeja pedir à CBF a desconvocação coletiva de 12 atletas chamados na semana passada pelo técnico Dunga para o amistoso contra a França, no dia 8 de setembro, em Le Mans. Como o Campeonato Brasileiro não será interrompido, esses jogadores desfalcariam seus clubes em três rodadas.

“A ideia é fazer um movimento em conjunto para não desequilibrar o campeonato. A dispensa seria coletiva para não ter privilégio a nenhum clube. O movimento não é pessoal do Grêmio e, assim, ficaria mais fácil para a CBF tomar a sua decisão”, afirmou o presidente Romildo Bolzan Junior.

Leia também:

Seleção olímpica é convocada para amistoso e desfalca clubes no Brasileirão

Dunga convoca seleção com retornos de Kaká, Hulk e Lucas

Gilmar Rinaldi: ‘Ninguém está descartado na seleção. Nem tem lugar garantido’

Corinthians e Flamengo estariam dispostos a aderir ao movimento. Também tiveram atletas convocados pela seleção olímpica Bahia (Série B), São Paulo, Palmeiras, Fluminense, Atlético Paranaense, Atlético Mineiro e Cruzeiro. Os demais atletas atuam na Europa.

“São jogadores importantes para as equipes do Campeonato Brasileiro. Se alguém não quiser participar desse movimento, não tem problema. Mas a ideia é não prejudicar ninguém e fazer uma coisa que fique bem para todo mundo. A CBF, inclusive, não vai sofrer nenhum atropelo porque a seleção olímpica vai disputar apenas um jogo amistoso”, disse Bolzan, que também é integrante da Comissão Nacional de Clubes, grupo que reúne nove presidentes: cinco da Série A, dois da Série B, um da Série C e um Série D.

Com a dispensa coletiva, a estratégia dos clubes é tentar evitar que algum atleta sofra retaliações da CBF e não volte a ser convocado por Dunga. Apesar de o treinador ter sido o responsável pela divulgação da lista, quem comandará a equipe durante a excursão à França será Rogério Micale, técnico da seleção sub-20. Nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio, o treinador será Dunga.

Atlético-MG, Corinthians e Grêmio também serão desfalcados pela seleção principal que disputará os amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos, nos dias 5 e 8 de setembro, com as convocações de Douglas Santos, Elias e Marcelo Grohe, respectivamente. O tema deverá ser discutido na próxima reunião da Comissão Nacional de Clubes, agendada para a primeira semana de setembro, no Rio.

CBF – Gilmar Rinaldi, coordenador de seleções da CBF, disse nesta quarta-feira que não recebeu nenhum pedido de liberação de jogadores convocados para a seleção olímpica. O dirigente não parece disposto a atender a reivindicação dos clubes insatisfeitos com a convocação de Dunga.

O ex-goleiro aproveitou para revelar que a CBF estuda mudanças no calendário do futebol brasileiro e a principal medida seria não ter rodadas dos campeonatos no país em datas Fifa, reservadas aos amistosos da seleção e jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, como acontece na Europa. O dirigente comentou que o estudo está adiantado e, em breve, a CBF vai resolver o problema.

A lista de convocados da seleção olímpica:

Goleiros:

Ederson (Benfica-POR) e Jean (Bahia)

Zagueiros:

Lucão (São Paulo), Marlon (Fluminense), Walace (Monaco-FRA) e Rodrigo Ely (Milan-ITA)

Laterais:

Fabinho (Monaco-FRA), Maicon (Livorno-ITA), Wendell (Bayer Leverkusen-ALE) e Jorge (Flamengo)

Meio-campistas:

Rodrigo Caio (São Paulo), Lucas Silva (Real Madrid-ESP), Otavio (Atlético Paranaense), Eduardo Henrique (Atlético Mineiro), Rafael Alcantara (Barcelona-ESP), Andreas Pereira (Manchester United-ING) e Felipe Anderson (Lazio-ITA)

Atacantes:

Kelvin (Palmeiras), Alisson (Cruzeiro), Carlos (Atlético Mineiro), Luciano (Corinthians) e Luan (Grêmio)

(com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League