Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

De volta ao UFC, Anderson Silva perde luta e se revolta: “Corrupção total”

Luta no UFC Londres teve cinco rounds e vitória unânime do inglês Michael Bisping

De volta aos octógonos depois de um ano, quando foi suspenso por doping, Anderson Silva perdeu a luta contra o inglês Michael Bisping neste sábado, no UFC Londres. A decisão foi unânime entre os árbitros do combate, que teve cinco rounds – no terceiro, houve uma confusão e o brasileiro chegou a pensar que havia vencido a luta.

Nos dois primeiros rounds, Anderson provocou o adversário e fez brincadeiras, mas voltou mais comportado nos três rounds seguintes. O brasileiro chegou a comemorar a vitória no terceiro round, quando atingiu com uma joelhada e nocauteou o oponente. Ele celebrou e subiu nas grades do ring, mas foi avisado de que o golpe não havia sido validado, já que o juiz interrompeu a luta por Bisping não estar usando protetor bucal.

Ao final da luta, Anderson agradeceu ao público brasileiro e reclamou do juiz. “Quero agradecer a todos que vieram aqui assistir à luta. Obrigado a todos do meu time. Brasil, não tem como vencer, eles tiram, vocês viram. É isso, missão cumprida, às vezes, não. É que nem no Brasil, corrupção total”, disse.

Histórico – Anderson Silva, 40 anos, ex-campeão dos médios, foi suspenso em agosto do ano passado por um ano pela Comissão Atlética de Nevada (EUA) que julgou o caso de doping do lutador. O brasileiro alegou ter usado um estimulante sexual contaminado, que teria as substâncias proibidas detectadas nos exames antes e depois da luta contra Nick Díaz, em 31 de janeiro de 2015, data da contagem inicial da punição e de sua última luta no UFC – a qual venceu por decisão unânime do júri.

Há algumas semanas, Silva e Bisping participaram de um evento promocional da luta e trocaram várias provocações. O inglês disse na ocasião que veria o brasileiro no UFC em Londres, mas que desta vez Silva não poderia usar “viagra”, fazendo alusão ao estimulante sexual que Anderson alega ter usado. O brasileiro respondeu: “Não, será só minha mão na sua cara desta vez”.

Bisping, 36 anos, nascido no Chipre e naturalizado inglês, tem 27 vitórias no MMA (17 no UFC) e sete derrotas. O lutador é conhecido mais por seu estilo provocador do que por seu desempenho no octógono. Já enfrentou Vitor Belfort, Chael Sonnen e Luke Rockhold (atual campeão dos médios) e foi derrotado por todos. Suas duas últimas lutas foram no ano passado: venceu o americano C.B. Dollaway, em abril, e o rasileiro Thales Leite, em julho.

Leia também:

UFC: lesão tira Rafael dos Anjos de superluta contra McGregor, diz site

UFC: Anderson Silva e Bisping batem boca na promoção da luta

Bisping pede para Anderson Silva deixar o Viagra fora da luta

Member of The Internet Defense League