Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

De volta à CBF, Del Nero pode ser banido do futebol pela Fifa

Presidente da CBF deve passar o bastão ao aliado coronel Nunes, mas seus planos de seguir dando as cartas na entidade podem ser frustrados pela Fifa

Marco Polo Del Nero retornou à presidência da CBF nesta terça-feira, mas pode estar vivendo seus últimos momentos como dirigente de futebol. Indiciado nos Estados Unidos por corrupção, o cartola de 74 anos deve ser afastado pela Fifa de qualquer atividade ligada ao esporte por 90 dias. Neste período, a entidade que regula o futebol mundial avaliará a aplicação de uma sanção que pode ir até seu banimento completo.

A punição severa contra Del Nero já vinha sendo estudada pela Fifa havia várias semanas. A entidade apenas aguardava os documentos que a Justiça americana enviaria e, em sua lista de prioridades, precisava examinar primeiro a situação de Jérôme Valcke, resolvida nesta quarta-feira – o ex-secretário-geral da Fifa teve punição provisória expandida em 45 dias e pode pegar até nove anos de suspensão.

Leia também:

Del Nero é pressionado na CPI do Futebol – mas explica pouco

Delator revela esquema de Ricardo Teixeira para receber propinas em bancos suíços

Fifa investiga Del Nero por suspeita de receber propinas na Copa de 2014

Com a “agenda limpa”, o Comitê de Ética da Fifa deve anunciar sua decisão sobre Marco Polo Del Nero e os demais indiciados nos Estados Unidos, entre eles Ricardo Teixeira, presidente da CBF entre 1989 e 2012.

Além do caso de corrupção nos Estados Unidos, o Comitê de Ética da Fifa está examinando contratos que teriam a participação de Del Nero e que foram assinados durante os preparativos para Copa do Mundo de 2014, além de suspeitas de superfaturamento na compra e obra do prédio da CBF e de desvio de recursos do futebol por causa de acordos comerciais da Copa do Brasil, Copa Libertadores e Copa América. A eleição na CBF para vice-presidente também está sob avaliação da Fifa e pode ser cancelada.

Manobra – Diante desta suspensão, Del Nero ficaria até mesmo impossibilitado de tomar qualquer decisão na CBF. Por isso, sua volta para o comando da entidade foi interpretado como uma forma de manobra para garantir que uma pessoa de sua confiança seja, de fato, quem o substituirá. Del Nero, que retirou o poder do deputado federal Marcus Vicente (PP-ES), deve passar o bastão ao coronel Antônio Carlos Nunes, eleito recentemente vice da entidade, em uma eleição bastante contestada por seus opositores.

A presença de coronel Nunes na presidência poderia dar a Del Nero a chance de seguir tomando decisões administrativas que, uma vez suspenso pela Fifa, ficaria impossibilitado de realizar. Com o banimento, ele seria proibido de manter qualquer contato com o mundo do futebol, até mesmo frequentar estádios. A expectativa é que Nunes, o vice mais velho da CBF, assuma o cargo no máximo até a próxima semana.

Antônio Carlos Nunes de Lima, o Coronel Nunes, eleito novo vice-presidente da CBF

Antônio Carlos Nunes de Lima, o Coronel Nunes, eleito novo vice-presidente da CBF (/)

(com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League