Clique e assine com 88% de desconto

Danilo, do Corinthians, recusa convite para festa de Rogério Ceni

Meia foi ídolo e campeão nos dois clubes, mas optou por não participar da festa para não ter que vestir a camisa do rival e se indispor com corintianos

Por Da Redação - 10 dez 2015, 09h44

O time campeão mundial pelo São Paulo em 2005 que entrará em campo na despedida do goleiro Rogério Ceni, nesta sexta-feira, no Morumbi, estará desfalcado de um de seus protagonistas. Danilo, camisa 10 do São Paulo na conquista de dez anos atrás, recusou o convite do ídolo tricolor pelo fato de atuar no Corinthians, clube pelo qual também já escreveu uma história vitoriosa. O principal problema seria o fato de ter que vestir novamente a camisa dos rivais na festa.

“Para esclarecer: tenho muito respeito pelo que conquistei no São Paulo Futebol Clube. É por todos os clubes onde eu passei, e fui campeão! Tenho muito respeito pelo Rogério e por sua história no futebol. Mas hoje sou jogador do Corinthians e tenho muito orgulho disso, pela história que eu construí aqui e ainda quero construir! Só tenho que agradecer a Deus, por tudo que conquistei e pela importância de cada clube na minha vida. Ninguém conquista nada sozinho!”, publicou o atleta em sua conta no Instagram.

Os feitos do capitão Ceni, o ‘mito’ são-paulino

Além do Mundial de 2005, Danilo conquistou a Libertadores e o Paulistão do mesmo ano e o Brasileirão de 2006 pelo São Paulo. No entanto, a partir de 2010, também se tornou um ídolo no Corinthians, pelo qual obteve ainda mais conquistas: Libertadores e Mundial de Clubes de 2012, Recopa Sul-Americana e Paulistão de 2013 e o Brasileirão em 2011 e 2015. Seu sucesso em Itaquera fez com que a torcida cobrasse a diretoria por sua renovação de contrato. Com o apoio das arquibancadas, Danilo, de 36 anos, ampliou seu vínculo por mais uma temporada.

Continua após a publicidade

Sem Danilo, mas com ídolos como o uruguaio Diego Lugano e os atacantes Amoroso e Aloísio, o time de 2005 enfrentará no amistoso um combinado entre os campeões mundiais pelo São Paulo em 1992 e 1993. O jogo em homenagem a Rogério Ceni acontece nesta sexta-feira, a partir das 20h, no Morumbi. Mais de 50.00 ingressos já foram vendidos.

Time do São Paulo que venceu o Liverpool no Mundial de Clubes em 2005 VEJA

Luto – Antes de explicar o motivo de sua ausência na festa de Rogério Ceni, Danilo postou uma imagem do ex-presidente são-paulino Juvenal Juvêncio, que morreu na manhã desta quarta-feira, vítima de um câncer de próstata, e expressou solidariedade. “Que Deus conforte os familiares! Uma grande perda”, publicou o meia do Corinthians.

Rogério Ceni foi ao Morumbi para o velório do ex-presidente do clube e prestou sua última homenagem a Juvenal. “É um dia muito triste. Ele foi o cara mais empreendedor que conheci em 25 anos no São Paulo. Só temos a agradecer. Ele defendeu as cores e os interesses do clube, mesmo quando eram contrários aos interesses do futebol brasileiro. Uma pena que, perto do dia de eu parar, aconteça essa tragédia.”

(com Gazeta Press)

Publicidade