Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dana desmente McGregor e decreta corte: ‘Ele está 100% fora do UFC 200’

Presidente do UFC negou ter conversado com o lutador irlandês e garantiu que sua exclusão do evento em Las Vegas não tem volta

A confusão envolvendo Conor McGregor e Dana White ganhou novos capítulos nesta segunda-feira. Horas depois de o lutador irlandês anunciar seu retorno ao card do UFC 200 – e inclusive agradecer diretamente o presidente do UFC pelo apoio -, Dana veio a público para negar a informação e confirmar a exclusão do campeão peso-pena do evento marcado para 9 de julho, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Pela manhã, o falastrão McGregor afirmou no Twitter que havia se entendido com os chefes do UFC. “Estou feliz em anunciar que estou DE VOLTA ao UFC 200! Obrigado ao Dana White e ao Lorenzo Fertitta por resolver isso para os fãs. #Respeito”, escreveu. No entanto, Dana White deixou claro que o corte de McGregor, que se negou a participar de um evento promocional na semana passada, não tem volta.

Leia também:

Cortado do UFC 200, McGregor ganharia R$ 37 milhões caso fosse à luta

“Não falamos com Conor McGregor desde a coletiva da última sexta-feira. Não tenho ideia da razão pela qual ele tuitou aquilo. Me sinto como se estivesse em um seriado. Não sei quantas vezes mais terei que dizer que a luta não acontecerá. Não sei mais a quantas coletivas eu terei comparecer para dizer isso e as pessoas acreditarem. Pela última vez, Conor McGregor está 100% fora do UFC 200”, cravou Dana em entrevista ao jornal Los Angeles Times e ao site TMZ.

Confusão – Conor McGregor, de 27 anos, deveria realizar a luta principal do UFC 200, em uma revanche contra o americano Nate Diaz, que o nocauteou impiedosamente no UFC 196. O irlandês, porém, foi excluído do evento depois de se negar a comparecer a um evento promocional nos Estados Unidos.

Cortado, McGregor se rebelou: primeiro, anunciou sua aposentadoria nas redes sociais e causou enorme repercussão. Depois voltou atrás, mas fez duras críticas ao UFC por “promovê-lo” demais e, com isso, prejudicar seu periodo de treinamentos. Ele cobrou maior flexibilização do UFC na organização de sua agenda, mas não foi atendido por Dana White, que considerou “inadmissível” a ausência de McGregor na promoção da luta.

Com a postagem desta segunda-feira, McGregor dava a entender que a situação estava resolvida – levantando a hipótese de que tudo não havia passado de uma jogada de cena para promover o evento e o atleta. Mas, a julgar pelas últimas declarações de Dana White, talvez tenha sido apenas mais um ataque de loucura do maior fanfarrão do MMA na atualidade.

A tendência é que o duelo entre os americanos Jon Jones e Daniel Cormier, valendo o título linear dos meio-pesados, seja oficializado como nova luta principal do UFC 200 nos próximos dias.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League