Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cristiano Ronaldo explica queda: “Não sou um ET”

Craque português seguiu marcando gols, mas não conseguiu levar o Real Madrid a novas conquistas e, por isso, admite que não é favorito à Bola de Ouro

Cristiano Ronaldo estará na disputa pelo prêmio de melhor jogador do mundo mais uma vez, na cerimônia do dia 11 de janeiro de 2016. No entanto, as chances do português faturar sua terceira Bola de Ouro seguida e quarta da carreira são bastante remotas. O português seguiu marcando muitos gols, mas não conseguiu brilhar nos momentos mais decisivos do ano, ao contrário de seus concorrentes, Lionel Messi, o favorito, e Neymar, os dois craques que levaram o Barcelona a um ano de grandes conquistas. O astro do Real Madrid admitiu que não teve uma temporada tão boa quanto a anterior, quando foi protagonista e garantiu a tão sonhada décima taça da Liga dos Campeões para os merengues.

“Não é só uma questão pessoal, mas também uma questão física. Não uso isso como desculpa. Não somos extraterrestres, eu não sou, e também passo por momentos complicados. Isso já é passado e agora me sinto cada vez melhor”, comentou Cristiano à ESPN, afastando a má fase que o rodeou no início de temporada. Ele, no entanto, não quis explicar os fatores que o atrapalharam. “Não vou dizer nunca, nem a ti, nem a ninguém o que aconteceu, isso é uma coisa minha, mas o que posso dizer é que tive alguns problemas no início. Agora me sinto melhor e isso se nota dentro de campo. A nível pessoal acho que fiz uma temporada muito boa.”

Leia também:

Neymar se lesiona e jornais espanhóis estampam “alarme” para o Mundial de Clubes

Confira as 10 fotos mais curtidas dos jogadores no Instagram em 2015

Neymar cola em Cristiano e se torna 3º jogador mais valioso do mundo

O atacante de 30 anos ressaltou que seguiu se destacando individualmente – dividiu a artilharia da Liga dos Campeões justamente com Neymar e Messi e foi o máximo goleador da liga espanhola -, mas sabe que os títulos devem pesar a favor de seus concorrentes. “Estou bem, numa posição boa, mas também estão Neymar e Messi, porque ganharam a Liga dos Campeões e por isso penso que este ano vai ser um pouco mais complicado, mas não é impossível. Estou contente e feliz de ser nomeado e que ganhe o melhor.”

Desde 2008, Cristiano e Messi polarizam a disputa pelo posto de melhor jogador do planeta. O argentino venceu o prêmio quatro vezes, contra quarto do português. Debutante na festa, Neymar pode repetir o feito de Kaká, último brasileiro a conquistar a Bola de Ouro, em 2007.

(com Gazeta Press)

Member of The Internet Defense League