Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cristiano desdenha de amizade de Messi, Neymar e Suárez: ‘Abraços e beijinhos não valem nada’

"No Manchester United, ganhamos a Liga dos Campeões e eu não falava com Paul Scholes, Ryan Giggs e Rio Ferdinand", disse o craque português

Em entrevista coletiva na véspera do confronto entre Real Madrid e Roma, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, na capital italiana, o craque português Cristiano Ronaldo demonstrou incômodo com cobranças por não marcar gol fora de casa desde novembro e com as críticas de que falta sintonia em campo entre ele e os companheiros Karim Benzema e Gareth Bale – e ainda fez pouco da amizade entre Lionel Messi, Neymar e Luis Suárez, do rival Barcelona.

Leia também:

Roberto Carlos critica Barcelona e pênalti em dois lances: ‘No Real, seria desrespeito’

Neymar é “maníaco” por seu cabelo, revela Suárez

Sampaoli brinca sobre amizade entre Messi, Suárez e Neymar: ‘A Fifa deveria intervir’

“Vou te contar uma história. No Manchester United, ganhamos a Liga dos Campeões e eu não falava com Paul Scholes, Ryan Giggs e Rio Ferdinand. Só nos dávamos ‘bom dia’, o normal. Mas tínhamos um time estupendo. Não tenho que jantar com Benzema ou Bale, o importante é sermos companheiros dentro do campo. Isso de comer fora, abraços e beijinhos, isso não vale nada”, disse Cristiano, irritado.

O jogador de 31 anos também comentou sobre a imagem do fim de semana, o pênalti indireto protagonizado por Lionel Messi e Luis Suárez. Cristiano foi bastante enigmático. “Serei muito preciso e curto. Sei por que Leo fez isso. Não vou falar mais nada, pensem o que quiserem”, disse Cristiano sobre seu eterno rival, deixando o mistério no ar da sala de imprensa do Estádio Olímpico de Roma.

Cristiano encerrou sua entrevista com outra resposta atravessada. Questionado sobre o fato de não marcar gols como visitante desde novembro, Cristiano não se intimidou. “Desde que estou na Espanha, me diga um jogador que tenha marcado mais vezes fora de casa do que eu. Não tem ninguém”, disse, antes de pegar seu agasalho e deixar a mesa. O técnico Zinedine Zidane, que estava a seu lado, riu da situação.

(da redação)

Member of The Internet Defense League