Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corinthians vence Atlético em ‘final antecipada’ e fica a um passo do hexa

Time paulista supera pressão mineira, vence por 3 a 0 com gols de Malcom, Love e Lucca e abre 11 pontos de vantagem a cinco rodadas do fim

O aguardado duelo entre Atlético-MG e Corinthians, no Independência, fez jus à condição de ‘final antecipada’ do Campeonato Brasileiro neste domingo. Em um jogo aberto e movimentado pela 33ª rodada, a equipe mineira criou boa oportunidades, mas não aproveitou a chance de diminuir a vantagem do líder da competição. Pior, caiu nas armadilhas do Corinthians, que com gols de Malcom, Vagner Love e Lucca, venceu a partida por 3 a 0 e disparou na liderança do Brasileirão com 73 pontos – 11 a mais que o segundo colocado Atlético, faltando apenas cinco rodadas para o fim. A torcida corintiana já antecipou o grito de “é campeão” nas arquibancadas do Independência, mas ainda falta ao menos um jogo para o hexacampeonato.

Leia também:

Santos bate o Palmeiras em ‘prévia’ da final da Copa do Brasil

Fluminense vence clássico e aproxima Vasco da Série B

No próximo sábado, o time enfrentará o Coritiba, em Itaquera, enquanto o Atlético visitará o Figueirense em Florianópolis. Em caso de nova vitória corintiana e derrota mineira, o título estará matematicamente garantido. No dia 18, o líder enfrentará o Vasco no Rio, e, na sequência, enfrentará São Paulo (em casa), Sport (fora) e Avaí (em casa).

O jogo – O primeiro tempo foi bastante movimentado, com o Atlético pressionando e o Corinthians assustando nos contra-ataques. Os argentinos Jesus Dátolo e Lucas Pratto e o meia Giovanni Augusto atormentaram a zaga corintiana, sobretudo em jogadas de bola parada. O jovem Malcom foi a melhor alternativa do Corinthians na primeira etapa: aos 21 minutos, recebeu de Renato Augusto e finalizou com perigo, obrigando Victor a fazer boa defesa. O Atlético-MG respondeu com boa jogada de Giovanni Augusto e finalização de Pratto, bem defendida por Cássio.

Dátolo, em cabeçada para fora, e Giovanni Augusto, com um belo voleio parado por Cássio ainda levantaram a torcida atleticana no primeiro tempo. O Corinthians sofreu um pouco com a ausência de Elias, suspenso e substituído por Rodriguinho, e teve dificuldades para conter o ânimo do Atlético. Parte da torcida mineira, inclusive, exagerou ao cuspir repetidamente no técnico Tite, que ficou inconformado. O treinador adversário, Levir Culpi, tentou intervir e pediu que as manifestações cessassem.

Na segunda-etapa, no entanto, o Corinthians foi letal. Já começou melhor, quando, logo no primeiro minuto, Malcom foi lançado na grande área e foi desarmado pelo lateral Marcos Rocha no momento em que ia finalizar. O Atlético até retomou o controle e ameaçou com jogadas pelas pontas, mas não conseguiu superar a defesa corintiana. O jogo seguiu bastante aberto até que o Corinthians encontrou seu gol aos 22 minutos: o zagueiro Felipe se aventurou na ponta direita e cruzou, a zaga afastou mal e Jadson, em seu 100º jogo pelo Corinthians, levantou para Malcom coroar sua boa atuação com um gol de cabeça.

O gol deixou o Atlético atordoado e o Corinthians não perdoou. Aos 29 minutos, Jadson lançou Vagner Love, que partiu para cima de Edcarlos e chutou forte, sem chances para Victor. Dez minutos depois, Renato Augusto fez boa jogada pela direita e cruzou para Lucca, que havia entrado no lugar de Malcom, decretar o triunfo com um bonito voleio.

(da redação)

Member of The Internet Defense League