Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Contra o terror, França e Inglaterra fazem amistoso emocionante em Wembley

Ingleses prepararam uma série de homenagens às vítimas dos atentados em Paris. Letra da Marselhesa aparecerá no telão para que todos cantem

Inglaterra e França disputarão muito mais que um amistoso nesta terça-feira, no Estádio de Wembley, em Londres. Os reflexos dos atentados terroristas em Paris na última sexta-feira serão a principal atração do duelo marcado para às 18h (de Brasília). Para antes do início da partida, os ingleses prepararam uma série de homenagens.

Símbolo de Wembley, o arco que está localizado sobre o estádio será iluminado com as cores da bandeira da França durante o evento. Além disso, o painel localizado em uma das entradas estampará a frase “Liberté, Egalité, Fraternité” (Liberdade, Igualdade e Fraternidade, o lema da Revolução Francesa) .

Leia também:

Por risco de atentado, amistoso entre Espanha e Bélgica é cancelado

Hotel da seleção alemã em Paris é evacuado por ameaça de bomba

Ao público, serão entregues cartões que, quando erguidos pelas milhares de pessoas presentes, formarão um mosaico com a bandeira do país atacado pelo Estado Islâmico. A homenagem mais importante ficará por conta do hino francês. A letra da famosa Marselhesa será mostrada no telão do estádio para que até mesmo os ingleses possam cantar junto com os franceses.

“Por solidariedade ao povo francês”, o príncipe William, segundo na linha de sucessão do trono britânico, estará presente no estádio, que verá um reforço no esquema de segurança, com maior controle nas entradas e um número elevado de policiais.

Segundo o jornal inglês The Times, alguns jogadores da seleção francesa eram a favor do cancelamento do jogo – como aconteceu com o duelo entre Espanha e Bélgica -, mas o presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF), Noël Le Graët, tomou a decisão de manter o amistoso.

Entre os 129 mortos dos atentados estava a prima do volante Lassana Diarra, do Olympique de Marselha, enquanto a irmã do atacante Antoine Griezmann, atacante do Atlético de Madri, conseguiu escapar com vida da casa de shows Bataclan, onde mais de 80 pessoas foram executadas. Os dois estarão em campo pela França nesta tarde.

“Nós estamos aqui com os jogadores e com a comissão técnica para representar o nosso país e para mostrar que temos orgulho de ser franceses. Ainda mais em um local histórico e maravilhoso na companhia do povo inglês, que merece nossos agradecimentos pelos gestos de solidariedade”, comentou o técnico da França, Didier Deschamps.

“Diante de tamanha atrocidade e brutalidade, é difícil encontrar as palavras. Todos nós estamos pensando nas vítimas e nas famílias que estão em dor e assim vão permanecer por um bom tempo”, disse Deschamps, emocionado, durante sua entrevista coletiva.

“A partida será uma bonita ocasião de demonstrar que o mundo do futebol está unido contra essas atrocidades”, declarou o treinador da Inglaterra, Roy Hodgson. “Tenho certeza que nossos torcedores farão sua parte diante de nossos amigos franceses e mostrarão seu apoio às duas equipes neste momento difícil”, completou.

Estádio de Wembley em Londres é iluminado com as cores da bandeira da França

 (/)

(da redação)

Member of The Internet Defense League