Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com saídas de Werdum e Velasquez, Dana White ‘rebaixa’ UFC 196

Sem a disputa do cinturão dos pesados, evento terá como atração principal a luta entre Hendricks e Thompson e não será transmitido por 'pay-per-view'

A organização do UFC sofreu um duro golpe nesta semana depois que o campeão peso-pesado, o brasileiro Fabrício Werdum, e seu desafiante, o americano Cain Velasquez, anunciaram que não disputariam o UFC 196 por estarem lesionados. Antes tratado com pompa por se tratar do evento que antecede o SuperBowl – a final do futebol americano e maior festa esportiva dos Estados Unidos – o UFC 196, marcado para 6 de fevereiro em Las Vegas, teve que ser “rebaixado”.

Sem uma disputa de cinturão, o evento deixará de ser transmitido pelo sistema de pay-per-view, reservado apenas para os grandes duelos da temporada, o que gera grandes lucros à organização. O evento agora será transmitido em TV a cabo nos Estados Unidos e ainda não está claro se continuará sendo “numerado” – pode perder a nomenclatura “UFC 196” e ser tratado como um “UFC Fight Night”, de menor expressão.

Leia também:

Rafael dos Anjos quer calar McGregor para se tornar o novo herói do Brasil no UFC

UFC: Cigano desafia campeão Werdum nas redes sociais

Reis do UFC são destronados em 2015

Os planos do UFC foram duplamente frustrados nos últimos dias. Quando Cain Velasquez anunciou sua desistência no domingo, o UFC imediatamente escalou o americano de origem croata Stipe Miocic como seu substituto na disputa pelo cinturão com Werdum. O brasileiro, porém, alegou também estar machucado e se negou a lutar contra Miocic com um espaço tão curto para recuperação e treinamento. Com isso, o presidente do UFC Dana White se viu obrigado a cancelar a disputa pelo cinturão no evento e colocou a luta entre os americanos meio-médios Johny Hendricks e Stephen Thompson como nova atração principal da noite.

Stipe Miocic criticou o fato de Werdum ter se negado a lutar contra ele, insinuando que o brasileiro estaria com medo de perder o cinturão. O brasileiro respondeu no Twitter. “Vou lutar contra você, Miocic, em qualquer hora após a minha recuperação. Acho que você é um grande lutador”, escreveu o brasileiro, que ainda compartilhou matérias que apoiavam sua escolha de não participar do evento devido ao curtíssimo tempo para se preparar para um duelo com um “adversário surpresa”.

A última luta do campeão Werdum foi justamente a vitória sobre Velásquez, por finalização, no UFC 188 , na Cidade do México, em junho de 2015. O duelo valeu o título linear a Werdum, que antes era o campeão interino devido às constantes lesões do então campeão Velásquez.

Rafael Feijão é o único brasileiro escalado para o evento em Las Vegas. Ele lutará contra o americano Ovince St-Preux na terceira luta mais importante da noite, pela categoria dos meio-pesados.

UFC 196 6 – de fevereiro de 2016, Las Vegas (EUA)

Card Principal:

Peso-meio-médio: Johny Hendricks x Stephen Thompson

Peso-pesado: Roy Nelson x Jared Rosholt

Peso-meio-pesado: Ovince St-Preux x Rafael Feijão

Peso-mosca: Joseph Benavidez x Zach Makovsky

Card Preliminar:

Peso-meio-médio: Josh Burkman x K.J. Noons

Peso-pesado: Derrick Lewis x Damian Grabowski

Peso-meio-médio: Mike Pyle x Sean Spencer

Peso-meio-pesado: Misha Cirkunov x Alex Nicholson

Peso-médio: Mickey Gall x Michael Jackson

Peso-pena: Artem Lobov x Alex White

Peso-mosca: Ray Borg x Justin Scoggins

Peso-pena: Noad Lahat x Diego Rivas

(da redação)

Member of The Internet Defense League