Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com Cunha e Motta na torcida, Flamengo é derrotado pelo Coritiba e deixa o G4

Em jogo disputado em Brasília, Coritiba faz 2 a 0 e quebra série de seis vitórias dos flamenguistas

O Flamengo teve sua série de seis vitórias no Campeonato Brasileiro quebrada nesta quinta-feira. Os rubro-negros foram derrotados por 2 a 0 pelo Coritiba, no Mané Garrincha, em Brasília, em partida que bateu recorde de público do torneio: 67 mil pessoas – incluindo o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o da CPI da Petrobras, Hugo Motta (PMDB-PB). Com o resultado, os cariocas seguem com 41 pontos e caem para a quinta posição, ultrapassados pelo são-paulinos, que somaram um ponto no empate sem gols com a Chapecoense. Já os paranaenses chegaram a 30 pontos e saíram da zona de rebaixamento.

O confronto começou em alta velocidade, com as duas equipes buscando o ataque. O Flamengo teve a primeira chance de gol aos quatro minutos. Após cobrança de escanteio, Cesar Martins subiu sozinho, mas cabeceou para fora. A resposta do Coritiba veio quatro minutos depois. Em boa troca de passes, Henrique recebeu na área e chutou. A bola bateu no braço de Pará e o árbitro marcou pênalti. Kleber cobrou com categoria para abrir o placar no Mané Garrincha. Mesmo depois do gol, o Coritiba não se intimidou e seguiu no ataque, chegando ao segundo gol aos 24 minutos. Após cruzamento, Negueba escorou de cabeça para Henrique Almeida. O atacante tocou na saída de Paulo Victor para ampliar a vantagem dos paranaenses. O segundo revés abalou o Flamengo, que ficou perdido em campo. Com isso, o Coritiba ampliou o domínio e desperdiçou chance incrível aos 34 minutos. Lúcio Flávio tocou para Henrique Almeida na área, mas o atacante demorou a chutar e foi bloqueado no momento da finalização.

No segundo tempo, o Flamengo voltou disposto a buscar o resultado, mas seguia com problemas no setor de armação. Na melhor chance dos rubro-negros, Ederson aproveitou escanteio, mas cabeceou por cima do travessão. O Coritiba apenas explorava os contra-ataques, só que também não chegava com perigo ao gol de Paulo Victor. Na parte final, os cariocas não conseguiram manter o ritmo e viram o Coritiba impedir qualquer boa jogada rubro-negra. Com isso, os paranaenses administraram o resultado até o apito final.

Na próxima rodada, o Rubro-Negro terá pela frente o Atlético-MG, vice-líder do campeonato, em Belo Horizonte, no domingo. No mesmo dia, o Coritiba vai disputar o clássico paranaense contra o Atlético-PR, no Couto Pereira.

(Com Gazeta Press)

Member of The Internet Defense League