Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com ‘barqueata’, velejadores protestam na Baía de Guanabara a um ano do Rio-2016

Sem alcançar a meta de despoluição, local onde acontecerão as provas da vela é motivo de manifestação.

A menos de um ano da Olimpíada de 2016, velejadores fizeram neste sábado uma “barqueata” na Baía de Guanabara, no Rio, para chamar a atenção para a poluição das águas. Cerca de 50 embarcações participaram da manifestação, que teve a presença de ambientalistas e da velejadora Isabel Swan, que competiu nos Jogos de Pequim, na China, em 2008.

A partir do próximo dia 18, uma série de audiências públicas promovidas pela Comissão Especial da Baía de Guanabara da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Flávio Serafini (PSOL), vai discutir as principais causas da poluição e ações de curto, médio e longo prazo.

Antes disso, no dia 15, terá início o Aquece Rio Regata Internacional de Vela, competição que serve de evento-teste para os Jogos Olímpicos de 2016. A Baía de Guanabara vai receber participantes de 55 países até o próximo dia 22.

Lagoa Rodrigo de Freitas – Neste sábado, terminou o Mundial Júnior de Remo, que serviu de evento-teste, na Lagoa Rodrigo de Freitas. Foram testadas 26 áreas funcionais. O diretor executivo da Federação Internacional de Remo, Matt Smith, disse que a competição serviu ao propósito de corrigir falhas para 2016.

A profundidade das raias, que gerou reclamação dos atletas por estar fora do padrão ideal de largada (1,5 metro em vez de 3 metros), será ajustada com uma dragagem. Foram 563 atletas de 54 países em ação. A Alemanha se destacou com 11 medalhas, sendo cinco delas de ouro.

(Com Estadão Conteúdo)

LEIA TAMBÉM:

Rio-2016: sujeira da Baía de Guanabara preocupa biólogo em primeiro evento-teste

Corrida contra o tempo para salvar a Baía de Guanabara

Member of The Internet Defense League