Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cissé nega ter chantageado Valbuena com vídeo erótico e explica mal-entendido

Dois dias depois de ser detido por supostamente chantagear com um vídeo erótico o ex-companheiro de clube e seleção francesa Mathieu Valbuena, o atacante Djibril Cissé, liberado pela polícia no mesmo dia, resolveu falar à imprensa nesta quinta-feira para esclarecer o ocorrido.

A princípios, diversos meios de comunicação da França noticiaram que Cissé e outros três suspeitos detidos teria exigido dinheiro de Valbuena para não publicarem um vídeo erótico do qual ele participava. A investigação foi aberta no final de julho pela Polícia de Versalhes, nos arredores de Paris.

“Não tenho nada a ver com isso. Mathieu é um amigo, eu apenas o adverti de que este era um problema sério para ele. É uma história que poderia ter ficado muito ruim para mim e para ele. Fui interrogado para contar o meu lado”, explicou Cissé ao jornal francês Le Figaro.

Ex-goleiro da França cria própria equipe de automobilismo

Segundo o atacante, tudo não passou de um mal-entendido e a sua participação no caso ocorreu apenas por ele ter avisado Valbuena para ser cuidadoso com o risco de exposição do vídeo erótico:”Eu não fiz nada de errado. Apenas avisei para Valbuena ter cuidado. Ele entrou com uma queixa, meu nome foi mencionado e fui interrogado. Isso é tudo”.

Valbuena e Cissé foram companheiros no Olympique de Marselha entre 2006 e 2008 e também estiveram juntos na seleção francesa em 41 partidas. Aos 34 anos, Cissé atua pelo modesto JS Saint-Pierroise, da França. Mesmo com a liberação de Cissé, segue na prisão uma das outras três pessoas detidas. Nenhuma delas foi identificada. A existência do vídeo erótico de Valbuena não foi comprovada.

(Com Gazeta Press)

Member of The Internet Defense League