Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Carissa Moore, campeã mundial de surfe, testemunha tiroteio no Rio

Surfista de 23 anos saía para almoçar junto com o atleta Conner Coffin quando ouviram tiros e presenciaram um homem sendo baleado a uma quadra do local onde será disputada a próxima etapa do Mundial

Atual campeã mundial de surfe, a havaiana Carissa Moore passou por apuros neste domingo no Rio de Janeiro, que sedia a partir desta terça-feira etapa do Mundial na Praia de Grumari. De acordo com reportagem da revista especializada Stab Mag, Carissa saía para almoçar acompanhada de outro surfista do circuito, o americano Conner Coffin, quando os dois ouviram tiros e testemunharam um homem sendo baleado em um posto de gasolina, a uma quadra do local onde será disputada a competição.

“No começo, pensei que fossem fogos de artifício. Mas depois ouvimos alguém gritar ‘arma’ e todos nós simplesmente pulamos. Estávamos eu, a Carissa e mais alguns colegas. Vimos o cara tentando fugir de um homem com uma pistola no posto de gasolina. Ele havia sido baleado e estava sangrando. É definitivamente a coisa mais dramática que eu já vi”, disse Coffin à revista americana.

LEIA TAMBÉM:

Yuri Soledade: ‘Eu sabia que aquela era a onda da minha vida’

Kelly Slater salva mãe e filho de onda gigante no Havaí

Fanning e Slater homenageiam Mineirinho pelo título

Embora tenha presenciado uma cena de violência na capital carioca, o surfista disse que até esse incidente todos estavam tendo uma boa preparação para o evento: “As ondas estão divertidas, a água não estava muito suja e ninguém contraiu o zika vírus. As coisas pareciam bem. Estava saindo, comendo bem e me divertindo. Mas ver alguém levar um tiro em um posto de gasolina no meio do dia definitivamente mantém você com os pés no chão. Você só espera não ser pego no fogo cruzado”.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League