Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasileiro indicado ao Puskás já imagina encontro com Messi: ‘Vou tietá-lo’

Wendell Lira, de 26 anos, é um dos três finalistas para a eleição do gol mais bonito do ano junto com o craque do Barcelona e o italiano Florenzi, da Roma

Wendell Lira atuando pelo Goianésia durante o Campeonato Goiano 2015

Wendell Lira atuando pelo Goianésia durante o Campeonato Goiano 2015 (/)

Um único gol pode, definitivamente, mudar a vida de um jogador de futebol. Prova mais recente disso é o goiano Wendell Lira, atacante do Vila Nova, que nesta segunda-feira foi eleito pela Fifa um dos três finalistas para concorrer ao prêmio Puskás 2015 de gol mais bonito do mundo. Um de seus concorrentes será ninguém menos que Lionel Messi, que buscará também a sua quinta Bola de Ouro da Fifa. Wendell, inclusive, já conta os dias para encontrar o craque argentino do Barcelona. “É um ídolo, um cara raro no futebol. Sou muito fã dele e se tiver a chance de falar com ele, com certeza irei tietá-lo”.

Leia também:

Neymar é finalista da Bola de Ouro pela 1ª vez

Neymar ganha mais um prêmio e lamenta ausência de Suárez na Bola de Ouro

Cristiano Ronaldo desiste: ‘Messi vai ganhar a Bola de Ouro’

O atacante de 26 anos, nascido em Goiânia, disse que preferiu não acompanhar o anúncio, pois estava “muito ansioso”. “Eu estava indo embora para casa de carro, voltando da fisioterapia onde faço fortalecimento muscular, e aí um cara foi até meu carro e falou para mim que eu estava entre os três finalistas. Fiquei meio assustado, perguntando a mim mesmo se aquilo era verdade. Não acreditei muito, mas quando cheguei em casa vi que era, graças a Deus”.

Com a indicação ao prêmio, o humilde Wendell confirmou sua presença na cerimônia do dia 11 de janeiro, em Zurique, na Suíça, e garantiu estar preparado para a celebração de gala: “Já tenho terno. Uma loja fez uma campanha para mim: se eu chegasse entre os três finalistas ela me daria um terno. Agora é só aproveitar”.

Desde o primeiro anúncio dos dez finalistas do Puskás 2015, no começo de novembro, Wendell estava sem contrato – tinha acabado de rescindir com o mineiro Tombense. Desde então, só alegrias: fechou com o atual campeão da Série C, o Vila Nova, e é reconhecido por qualquer viela de Goiânia. “Minha vida mudou completamente. A cidade está em festa. Todo mundo me reconhece, tira foto, pede autógrafo, ligam para mim o tempo inteiro. Tem que acostumar, mas é gostoso”.

Wendell Lira começou a carreira no Goiás, em 2006, e desde lá passou por Atlético Sorocaba, Fortaleza, Goianésia e Tombense e categorias de base da seleção brasileira. O jogador não atuou com a camisa do Vila Nova na campanha do título nesta temporada, pois já havia jogado com o Tombense, mas em 2016 garante que vai assumir a responsabilidade e brilhar ainda mais.

Golaço – O lance que mudou a vida de Wendell Lira aconteceu no dia 11 de março, quando atuava pelo Goianésia no Campeonato Goiano. Ele marcou o primeiro gol da vitória de 2 a 1 sobre o Atlético Goianiense em uma linda jogada: tabelou com seu companheiro Da Matta, que tocou por cima da defesa, deixando-o cara a cara com o goleiro. A opção escolhida foi um voleio certeiro – provavelmente a melhor decisão de sua carreira.

Seu gol concorre ao Puskás – prêmio criado pela Fifa em homenagem ao ex-jogador húngaro Ferenc Puskás, morto em 2006 – com a pintura de Messi diante do Athletic Bilbao, na final da Copa do Rei, e com o chute do meio-campo de Alessandro Florenzi, da Roma, diante do Barcelona.

http://www.youtube.com/embed/NG-d-aHadKo
1 – Wendell Lira

Único brasileiro na lista, o atacante que atuava pelo Goianésia E.C. fez o golaço na partida contra o Atlético Goianiense. Hoje, Wendell atua pelo Vila Nova, de Goiás

http://www.youtube.com/embed/bR7DY7B0oj4
2 – Lionel Messi

O camisa 10 do Barcelona anotou o belo gol contra o Athletic Bilbao

http://www.youtube.com/embed/8aqd2s6nKA0
3 – Alessandro Florenzi

O meio-campista da Roma acertou o chute do meio de campo contra o Barcelona

Member of The Internet Defense League