Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil estreia com derrota nas Eliminatórias da Copa de 2018: 2 a 0 para o Chile

Gols saíram no segundo tempo, com Eduardo Vargas e Alexis Sánchez

A seleção brasileira estreou com derrota nas Eliminatórias da Copa de 2018. Sem Neymar, suspenso nas duas primeiras rodadas, a equipe comandada por Dunga perdeu de 2 a 0 para o Chile em partida disputada no Estádio Nacional, em Santiago. Ambos os gols saíram no segundo tempo, com Eduardo Vargas e Alexis Sánchez. Essa foi a primeira derrota brasileira em estreias de Eliminatórias sul-americanas. O Chile também encerrou com esse resultado um tabu: 15 anos sem vencer o time brasileiro.

A derrota saiu até barata para a seleção. Os chilenos tiveram o controle da partida durante os 90 minutos da partida e carimbaram duas vezes a trave de Jefferson, antes de abrir o placar, aos 26 minutos do segundo tempo, com Vargas, que aproveitou a falta cobrada por Matías Fernández para tocar para o fundo da rede. Aos 44 minutos, Alexis Sánchez tabelou com Vidal e selou o placar favorável aos donos da casa. A seleção volta a campo pelas Eliminatórias na terça-feira, contra a Venezuela, às 22 horas (de Brasília), no estádio Castelão, em Fortaleza. Já o Chile viaja para enfrentar o Peru, também na terça, às 23h45.

Confira abaixo os demais jogos da primeira rodada das Eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2018:

Argentina 0 x 2 Equador – A seleção do Equador surpreendeu os argentinos na primeira rodada das Eliminatórias da Copa de 2018 e venceu a partida disputada no Monumental de Núñez, em Buenos Aires. Mesmo com o apoio de sua torcida, a Argentina não conseguiu superar a ausência de Lionel Messi, lesionado. Resultado: 2 a 0 para o Equador, gols marcados pelo zagueiro Erazo, do Grêmio, e pelo atacante Caicedo.

Bolívia 0 x 2 Uruguai – A seleção uruguaia conseguiu nesta quinta-feira um histórico 2 x 0 sobre a Bolívia como visitante no início das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018. É sua primeira vitória em La Paz, em partida na qual a “celeste” mostrou superioridade, apesar de sustos na defesa. O defensor Martín Cáceres abriu o placar aos 9 minutos e o capitão Diego Godín marcou o segundo aos 24 da segunda etapa. A Bolívia ficou com um jogador a menos aos 25 minutos do segundo tempo, quando o defensor Jair Torrico recebeu seu segundo cartão amarelo por falta em José María Giménez.

Colômbia 2 x 0 Peru – Depois de cair nos pênaltis diante da Argentina nas quartas de final da Copa América deste ano, no Chile, a Colômbia abriu de forma vitoriosa a sua campanha nas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018. Jogando em casa, no estádio Metropolitano, em Barranquilla, os colombianos derrotaram o Peru por 2 a 0. Os gols foram marcados por Teófilo Gutierrez, no primeiro tempo, e Edwin Cardona, já no finalzinho da partida, quando os peruanos estavam fazendo forte pressão em busca do empate. O resultado acabou esfriando um pouco a empolgação da seleção peruana, que fez bonito na última Copa América com a conquista da terceira colocação e com Paolo Guerrero, ex-Corinthians e hoje no Flamengo, terminando a competição como artilheiro ao lado do chileno Eduardo Vargas.

Venezuela 0 x 1 Paraguai – Bastou um lance, aos 40 minutos do segundo tempo, para definir o confronto entre Venezuela e Paraguai. Em um erro fatal do zagueiro Viscarrondo, que pode ser considerado como uma “assistência”, os paraguaios marcaram com Derlis González e venceram por 1 a 0, no estádio José Antonio Anzoátegui, em Puerto Ordaz, na Venezuela. Com três pontos, o Paraguai começa bem a luta por uma vaga para voltar a um Mundial – não obteve a classificação para o torneio disputado no Brasil, em 2014 – e se recupera dos péssimos resultados nas fases finais da última Copa América, no Chile. Foi goleado pela Argentina por 6 a 1, nas semifinais, e perdeu do Peru na decisão do terceiro lugar. Os argentinos, por sinal, serão os próximos adversários nas Eliminatórias – na terça-feira, estádio Defensores del Chaco, em Assunção.

(Com Reuters, Estadão Conteúdo e Gazeta Press)

Member of The Internet Defense League