Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após três vices na Copa do Brasil, Marcelo Oliveira, enfim, se consagra no Palmeiras

O técnico do Palmeiras amargou três vices da Copa do Brasil nos últimos cinco anos, duas pelo Coritiba (2011 e 2012) e uma pelo Cruzeiro no ano passado

O Palmeiras garantiu na noite desta quarta-feira seu terceiro título da Copa do Brasil ao vencer o Santos no tempo normal por 2 a 1 e nos pênaltis por 4 a 3. E como já era esperado, o tricampeonato foi comemorado com muito vigor pelo técnico Marcelo Oliveira. O treinador palmeirense, enfim, trouxe ao seu currículo um título da Copa do Brasil na quarta oportunidade dentre as últimas cinco edições da competição.

Em 2011, quando comandava o Coritiba, o grito de campeão ficou entalado com a derrota para o Vasco. No ano seguinte, ainda pelo clube paranaense, Marcelo viu o Palmeiras vitorioso no antigo Palestra Itália. No ano passado, defendendo o Cruzeiro, ele amargou o tri-vice diante do rival Atlético-MG. Agora, o sonhado título vem para consagrá-lo no comando do Palmeiras, que mesmo não obtendo uma campanha boa o suficiente para chegar ao G4 no Campeonato Brasileiro, compensou na Copa do Brasil, faturando o caneco e se garantindo na Copa Libertadores 2016.

“Muitas pessoas achavam que o Santos ia nos atropelar tanto na Vila Belmiro como na nossa casa e isso não aconteceu porque aqui a gente trabalha e tem honestidade. Não ganhamos por acaso. Fomos melhores durante o jogo e poderíamos ter ganho no tempo normal”, disse o técnico palmeirense. A vitória sobre o rival alivia a pressão em cima do treinador. Além de ter perdido o Campeonato Paulista para o Santos no começo do ano, o Palmeiras vinha de alguns tropeços no Campeonato Brasileiro, que deixaram Marcelo Oliveira sob risco de demissão – inclusive, vários conselheiros do clube chegaram a pedir ao presidente Paulo Nobre a demissão do treinador.

Em sua primeira entrevista coletiva como campeão no Allianz Parque, ele foi interrompido por Dorival Júnior. “Tenho que dar os parabéns pela conquista. É uma disputa em que chegam dois e talvez a segunda colocação seja pior que a última”, disse o técnico do Santos a Marcelo Oliveira, que retribuiu a gentileza: “Você fez um belo trabalho e não é porque perdeu que merece ser criticado. Parabéns também pela atitude”, afirmou o técnico do Palmeiras antes de recomeçar a entrevista.

Durante a coletiva, Marcelo fez questão de agradecer à torcida pelo apoio ao longo de toda a campanha. “A torcida foi um dos ícones dessa conquista. Encheu o estádio, acreditou. Isso é Palmeiras, estou me acostumando. Espero que possamos viver momentos como este em outras oportunidades”, declarou o comandante palmeirense, que escreveu seu nome na história do clube ao se juntar a Vanderlei Luxemburgo, Luiz Felipe Scolari e Flávio Murtosa, únicos treinadores campeões pelo Palmeiras desde 1977.

(Com Gazeta Press e Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League