Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após derrota do Barça no clássico, Neymar é chamado de cai-cai e jornal revela que Messi jogou infiltrado

Para piorar o ambiente no clube, o meia Iniesta teve lesão confirmada

Messi e Neymar, do Barcelona, comemoram gol marcado contra o Real Madrid, durante partida na Espanha

Messi e Neymar, do Barcelona, comemoram gol marcado contra o Real Madrid, durante partida na Espanha (/)

A derrota no clássico de sábado contra o Real Madrid tumultuou o ambiente no Barcelona. Depois de ser dominada pelo rival no Santiago Bernabéu, a equipe catalã foi bastante criticada e recebeu notícias ruins sobre dois de seus principais jogadores. O craque argentino Lionel Messi, que teve atuação bastante apagada, enfrenta problemas físicos e jogou a partida com uma infiltração no joelho. A informação foi dada primeiramente pelo jornal El Confidencial e, posteriormente, foi confirmada pelo Mundo Deportivo e pelo Marca, dois dos principais diários esportivos da Espanha. Já o meio-campista Andrés Iniesta, que deixou o clássico com dores, teve uma lesão muscular na coxa direita confirmada e ficará três semanas afastado, de acordo com a equipe médica do Barcelona. Nem mesmo o brasileiro Neymar, que marcou o gol da equipe catalã, escapou de críticas.

Leia também:

Real fura defesa do Barça, vira o placar e vence o clássico

Real e Barça fazem o clássico mais ‘globalizado’ do futebol

Repleto de astros, o clássico da Espanha vive era dourada

Liga ameaça excluir o Barcelona se a Catalunha se separar

No sábado, o italiano Fabio Capello, ex-treinador do Real Madrid e atual comandante da seleção russa, acusou o brasileiro de se atirar no gramado com muita frequência. “O Neymar é um grande atacante, mas não suporto que um jogador de seu nível se jogue a cada toque de um adversário, por menor que seja. Me parece muito irritante”, afirmou Capello ao canal Fox Sports da Itália. Outra personalidade do futebol (esta, com bem menos prestígio), o meia inglês Joey Barton, jogador do Queens Park Rangers que ganhou fama no Brasil por criticar atletas brasileiros, voltou a atacar o ídolo do Barcelona. “Alguém no fã-clube de Neymar pode me dizer se ele continua jogando? Ridiculamente superestimado”, publicou Barton em sua conta no Twitter após a partida.

Apesar de Messi ter jogado a última partida infiltrado, a expectativa do departamento médico do Barcelona é que o argentino repouse durante a semana e esteja em condições de atuar pela equipe no próximo domingo, contra o Celta de Vigo, no Camp Nou. Iniesta, por sua vez, ficará ausente de pelo menos três partidas – contra Celta, Almeria e Ajax – e também deve desfalcar a seleção espanhola, em jogo das eliminatórias da Eurocopa de 2016, contra a Bielorrússia em 15 de novembro.

http://www.youtube.com/embed/hN-Aq1-pp4A?rel=0
1 – Messi cala o Bernabéu

Barcelona e Real Madrid jamais decidiram, juntos, a Liga dos Campeões, mas em 2011, os rivais fizeram praticamente uma final antecipada, em um duelo histórico e tenso. No jogo de ida das semifinais, no Santiago Bernabéu, o talento de Messi superou a truculência do Real, que teve Pepe e Mourinho expulsos. O argentino marcou duas vezes – o segundo foi um golaço – e calou a torcida que ainda ansiava pela décima conquista europeia. No jogo de volta, um empate em 1 a 1 garantiu a vaga na final ao Barcelona. 

http://www.youtube.com/embed/-yaDnuX-zZc?rel=0
2 – Mourinho x Tito Villanova

Meses depois da vitória do Barça na semifinal da Liga dos Campeões, os rivais se reencontraram na decisão da Supercopa da Espanha. No jogo de volta, no Camp Nou, uma entrada violenta do brasileiro Marcelo em Fàbregas iniciou uma confusão generalizada entre jogadores e comissão técnica dos dois times. Um dos mais exaltados, o técnico José Mourinho enfiou o dedo no olho de Tito Villanova – ex-treinador, morto neste ano, que na época era auxiliar de Guardiola. O Barcelona venceu a partida por 3 a 2, com dois de Messi, e levou a taça. 

http://www.youtube.com/embed/zpDwC-dUXCI?rel=0
3 – O voo de Cristiano

Também na temporada 2011, o Real Madrid conseguiu deixar para trás uma sequência ruim diante do rival e venceu a decisão da Copa do Rei, em Valencia, com um gol espetacular. Depois de um empate em 0 a 0 no tempo normal, o jogo foi decidido na prorrogação. A poucos minutos do fim da primeira etapa, Marcelo e Di María tabelaram e o argentino cruzou para Cristiano Ronaldo. Com uma impulsão impressionante, o português ganhou de Adriano e marcou, de cabeça, o gol do título. 

http://www.youtube.com/embed/3QMTnnBUnqM?rel=0
4 – A arrancada de Bale

Outra grande alegria da torcida madridista aconteceu neste ano, novamente na final da Copa do Rei. O clássico se encaminhava para um novo empate, depois que Di María e Bartra marcaram. No entanto, a seis minutos do fim, o galês Gareth Bale fez valer a fortuna paga pelo Real para tirá-lo do Tottenham com uma arrancada histórica. Apesar de ter sido jogado para fora do campo, ele conseguiu ultrapassar Bartra, invadir a área e tocar por baixo das pernas do goleiro Pinto, para alegria de Cristiano Ronaldo, que, lesionado, assistiu à partida da arquibancada. 

http://www.youtube.com/embed/wBt4fQtP4ok?rel=0
5 – O primeiro de Neymar

Neymar teve a estreia dos sonhos no maior clássico da atualidade. Em apenas 18 minutos, ele marcou o primeiro gol da vitória por 2 a 1, em outubro do ano passado. O brasileiro recebeu de Iniesta e bateu por baixo da defesa do Real Madrid. A bola ainda desviou em um zagueiro antes de morrer no canto baixo do goleiro Diego López.

http://www.youtube.com/embed/0sARgAEAlcY?rel=0
6 – 5 a 0 no Camp Nou

Em um dos primeiros clássicos desta época dourada, o Barcelona conseguiu uma goleada impiedosa diante do Real Madrid de Mourinho e Cristiano Ronaldo no Camp Nou. Curiosamente, neste dia Messi não marcou, mas foi brilhante nas assistências. Xavi, Pedro, David Villa (duas vezes) e Jeffren marcaram os gols da vitória por 5 a 0. Ao final da partida, o zagueiro Piqué foi fotografado com a mão espalmada, em alusão aos cinco gols marcados por sua equipe. O episódio da “manita” (mãozinha, em espanhol) incendiou ainda mais a rivalidade entre catalães e madrilenhos. 

http://www.youtube.com/embed/JVY3AOkoJp8?rel=0
7 – Fim do trauma

Em abril de 2012, o Real Madrid iniciou um período de bons resultados no clássico. Com gols de Khedira e Cristiano Ronaldo, o time visitante bateu o Barcelona por 2 a 1 e colocou fim a um jejum de cinco anos sem vencer no Camp Nou. Após marcar o gol que decidiu a partida, Cristiano provocou a torcida do Barça ao pedir calma. Aquela vitória foi decisiva para o título espanhol da equipe de Mourinho. 

http://www.youtube.com/embed/ku9vBsRYBZE?rel=0
8 – Clássico de sete gols

No clássico do Bernabéu na temporada passada, Real e Barça fizeram um grande jogo e os visitantes levaram a melhor. Iniesta abriu o placar para o Barça, mas o time da casa virou com dois gols de Benzema. Messi empatou no fim do primeiro tempo e, em seguida, três pênaltis decidiram o jogo. Um gol de Cristiano Ronaldo e dois de Messi encerraram o jogaço, que teve uma série de decisões controversas da arbitragem. 

(Com Gazeta Press)

Member of The Internet Defense League