Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aos 18 anos, Verstappen é o mais jovem a vencer na F-1

Filho de Jos Verstappen, ex-companheiro de equipe de Rubens Barrichello, conquistou o lugar mais alto do pódio no GP da Espanha em sua estreia pela Red Bull

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, venceu neste domingo o Grande Prêmio da Espanha e fez história: aos 18 anos, ele é o mais jovem piloto a subir ao topo do pódio de uma prova de Fórmula 1. A corrida também foi marcada por acidente entre o alemão Nico Rosberg e o britânico Lewis Hamilton.

Nascido em 30 de setembro de 1997, o filho de Jos Verstappen, ex-companheiro de Michael Schumacher, na Bennetton, e Rubens Barrichello, na Stewart, foi efetivado como titular da escuderia anglo-austríaca durante esta semana. Ele assumiu o posto do russo Daniil Kvyat, “rebaixado” para a Toro Rosso.

Verstappen superou com folga o alemão Sebastian Vettel no ranking de mais jovem a vencer na categoria. Vettel, quatro vezes campeão mundial, subiu ao pódio pela primeira vez na carreira aos 21 anos e dois meses, no Grande Prêmio da Itália, no circuito de Monza.

Curiosamente, o antigo recordista venceu sua primeira prova quando corria pela Toro Rosso, que o novo dono da marca defendeu por 23 provas, até receber a “promoção”. Agora, o mais novo a ganhar troféu de ganhador tem impressionantes 18 anos e sete meses.

Ao cruzar a linha de chegada, Verstappen ouviu de Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull, que se trata de um “genuíno vencedor”.

Leia mais:

F1: Alonso faz piada sobre troca da Red Bull e deixa rivais constrangidos

Neste domingo, o holandês desbancou os dois carros da Ferrari e o companheiro de equipe, o australiano Daniel Ricciardo, que viraram favoritos com o abandono dos dois carros da Mercedes. Rosberg e Hamilton bateram logo na primeira volta, em tentativa do atual campeão de recuperar posição perdida pouco depois da largada.

O pódio foi completado pelo finlandês Kimi Raikkonen, que ficou com a segunda colocação, o que o coloca na vice-liderança da temporada, e, justamente, Sebastian Vettel, que saltou para o quarto lugar na temporada com o resultado.

Ricciardo, que lutou até os instantes finais para conseguir subir ao pódio, ainda ficou na quarta colocação, apesar de pneu furado na penúltima volta da corrida. O australiano não conseguiu, no entanto, segurar a posição na classificação do campeonato, caindo para quinto.

O quinto lugar do GP da Espanha ficou com o finlandês Valtteri Bottas, da Williams, seguido por Carlos Sainz, da Toro Rosso, e Sergio Pérez, da Force India.

Logo atrás, no oitavo posto ficou Felipe Massa, da Williams que fez corrida de recuperação após largar em 18º. O britânico Jenson Button, da McLaren, e Daniil Kvyat, justamente quem perdeu espaço para o vencedor Verstappen, completaram a lista dos dez primeiros.

Felipe Nasr, por sua vez, voltou a sofrer com o rendimento da Sauber e acabou terminando em 15º. Ele ficou à frente apenas dos dois carros da Manor.

(Com EFE)

Member of The Internet Defense League