Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Anderson Silva assina por mais quinze lutas com o UFC

Aos 39 anos, lutador amplia o seu contrato com a franquia americana e deixa a aposentadoria para depois. Ele também anunciou o fim da parceria com a Nike

O lutador brasileiro Anderson Silva parece cada vez menos disposto a encerrar sua brilhante carreira no UFC. Nesta segunda-feira, o ex-campeão dos médios revelou ao canal Combate que seu vínculo com a organização foi ampliado. Após uma reunião com o dono do UFC, Lorenzo Fertitta, e com o presidente Dana White ficou decidido que Anderson fará mais quinze lutas. “Eu tinha mais sete lutas no meu contrato. Estive com o Lorenzo e o Dana na quinta-feira que passou e o contrato foi rasgado. A gente assinou por mais 15 lutas, para deixar o Dana e a galera lá em casa malucos”, contou o lutador de 39 anos em um congresso de medicina esportiva no Rio de Janeiro.

Leia também:

Anderson volta ao UFC renovado – e mais humilde, garante

‘Anderson: ‘Eu não paro enquanto não pegar meu cinturão’

UFC: Aldo dá show, bate Mendes e mantém o cinturã no Rio

Troca de patrocinador – Recentemente, Anderson Silva revelou ao site de VEJA que não pretende deixar o UFC antes de reconquistar o cinturão que foi seu por quase sete anos. A insistência da família, porém, seria um dos fatores que poderia abreviar a aposentadoria do ídolo. Além do novo contrato com o UFC, Anderson anunciou outra novidade: o fim de sua parceria com a empresa americana de material esportivo Nike. O brasileiro se disse muito grato com a marca, mas confessou que está negociando com a concorrente alemã Adidas para suas próximas lutas.

No sábado, Anderson Silva esteve no Maracanãzinho para acompanhar a vitória de José Aldo sobre o americano Chad Mendes. Na primeira fila, Anderson foi ovacionado pelo público, aos gritos de “o campeão voltou”. Depois de perder o cinturão com duas derrotas para o americano Chris Weidman e sofrer uma grave lesão na perna, Anderson retornará oficialmente ao octógono em 31 de janeiro de 2015, em Las Vegas, contra o americano Nick Diaz.

Member of The Internet Defense League