Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Site americano nega entregar gravação de Charlie Sheen à polícia

Ator está sendo investigado por ameaçar uma pessoa – que, segundo rumores, seria sua ex-noiva Scottine Ross

O site de celebridades RadarOnline.com e o tabloide National Enquirer se recusaram nesta quinta-feira a entregar à polícia americana gravações envolvendo o ator Charlie Sheen. Em março, as publicações afirmaram ter recebido o áudio de uma amante do ator de Two and a Half Men no qual um homem, que seria Sheen, diz que gostaria que alguém “pisoteasse a cabeça” de sua ex-noiva. Os veículos, porém, não divulgaram a gravação.

Leia também:

Charlie Sheen é investigado pela polícia de Los Angeles por ameaçar ex

Charlie Sheen pode ser processado por transmitir HIV

Charlie Sheen diz que suspendeu remédios contra HIV

Charlie Sheen afirma ser portador do vírus HIV

No fim do mês passado, a polícia de Los Angeles abriu uma investigação criminal contra Charlie Sheen por suspeita de ameaçar uma pessoa. Os investigadores não revelaram quem é a vítima, mas vários meios de comunicação americanos apontam que seja Scottine Ross, uma ex-estrela pornô com quem ele noivou em 2014.

Nesta quinta-feira, a polícia de Los Angeles compareceu com um mandado de busca à sede de Nova York da American Media, empresa do mesmo grupo do Enquirer e do RadarOnline. O site afirmou nesta quinta-feira que “não tem intenção de entregar documentos ou identificar fontes desse assunto” e que o mandado é ilegal.

(Da redação, com agência Reuters)

Member of The Internet Defense League