Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sinead O’Connor some do Facebook após desabafos

Página ficou indisponível depois de duras mensagens em que a cantora acusa sua família de abandono: 'Me desculpem por desapontá-los por estar viva'

A cantora irlandesa Sinead O’Connor sumiu do Facebook nesta quinta-feira, após uma série de desabafos e de seu breve desaparecimento físico nos subúrbios de Chicago. O endereço da página da cantora assinala que o conteúdo não está disponível, mas não ficou claro se ela fechou o perfil ou se a conta foi retirada do Facebook.

Leia também:

Sinead O’Connor acusa família de abandono e ameaça suicídio

Polícia dos EUA encontra Sinead O’Connor: ‘Ela está bem’

Sinead O’Connor está desaparecida – polícia acredita em suicídio

No ano passado, a rede social desativou temporariamente sua conta após ela sugerir que havia tentando ter uma overdose. Os temores sobre a condição de Sinead se renovaram esta semana depois que a polícia de Wilmette, nos subúrbios de Chicago, anunciou que estava tentando localizá-la, dado que não havia retornado após um passeio de bicicleta. Policiais chegaram a falar em suicídio.

Sinead foi encontrada um dia depois e voltou ao Facebook para acusar sua família de abandono por não compreender sua condição mental. “A compreensão que vocês têm da minha saúde é medieval. Eu gostaria de levar todos vocês ao tribunal por estarem sempre me empurrando para a beira da morte. E por ficarem tão decepcionados quando falham nisso. Vocês têm me brutalizado a vida inteira. Assim como fizeram com a minha mãe. Vocês nunca se perguntaram se esse abuso a que me submetem custaria a meus filhos a mãe deles. E custou. Eu tive de fugir para os Estados Unidos para tentar viver. Deixei tudo e todos que eu conhecia para trás. Esse é o destino dos irlandeses com problemas mentais.”

Sinead seguiu batendo duro na família. “Adivinhem: eu não sou nem tenho sido o doente nesse quadro. VOCÊS É QUE SÃO. Eu fico feliz de não me ajustar à sua sociedade profundamente doentia. Me desculpem por desapontá-los por estar viva. Mas… continuem a me abandonar dessa forma medieval (seus doentes) e vocês nunca saberão. Seu desejo pode se tornar realidade.”

A cantora ficou conhecida por sua tendência à depressão, suas opiniões contundentes e a militância em assuntos como abuso sexual e direito das mulheres. Em 1992, em uma de suas atitudes mais controversas, a irlandesa rasgou uma foto do Papa João Paulo II durante o programa americano Saturday Night Live, em protesto contra os crimes sexuais de padres católicos contra menores de idade. O caso revoltou religiosos, que passaram a se posicionar contra a artista.

Sinead obteve fama mundial ao lançar seu primeiro disco, Lion and the Cobra, de 1987. Porém o grande hit da cantora veio apenas três anos mais tarde, no álbum I Do Not Want What I Haven’t Got. A canção Nothing Compares 2 U, que foi composta pelo americano Prince, também morto recentemente, e liderou o Billboard Hot 100 durante quatro semanas entre abril e maio de 1990, até ser destronada porVogue, de Madonna. Entre outros sucessos de sua carreira estão All Apologies e Mandinka.

(Da redação, com agência France-Presse)

Member of The Internet Defense League