Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Radiohead é acusado de violar direitos autorais em novo clipe

Família do criador da animação britânica 'Trumpton' afirma que o vídeo de 'Burn The Witch' usou indevidamente as imagens de seus personagens

O grupo Radiohead está sendo acusado de violar direitos autorais por usar personagens da animação britânica Trumpton no clipe de Burn The Witch, o primeiro single de seu nono álbum, A Moon Shaped Pool, lançado no dia 8 de maio. William Mollet, genro de Gordon Murray, criador da série britânica, afirmou ao jornal inglês Daily Mail que o clipe destruiu a marca do desenho. “O Radiohead deveria ter pedido nosso consentimento. Nunca teríamos autorizado uma coisa dessas”, declarou.

LEIA TAMBÉM:

Após ‘sumiço’, Radiohead lança clipe em animação

Radiohead mantém essência melancólica em novo disco

Gordon Murray criou nos anos 1960 a animação em stop-motion que encantou crianças britânicas com as aventuras dos moradores da fictícia cidade de Trumpton. No vídeo da banda inglesa, as figuras protagonizam cenas de execução, entre as quais um personagem é queimado vivo dentro um enorme boneco de madeira. O clipe, que também foi feito em animação stop-motion, traz ainda referências ao filme O Homem de Palha (1973).

A família de Gordon Murray afirma que não vai mostrar o clipe ao criador de Trumpton, por acreditar que ele ficaria chocado. Seu genro ainda sublinha que considera a semelhança entre os vídeos inegável. “Avaliamos que há uma violação dos direitos autorais e estamos decidindo como agir a seguir”, explicou ao jornal britânico. O Radiohead ainda não se manifestou sobre o assunto. Compare abaixo a animação e o clipe:

Member of The Internet Defense League