Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Prince tinha analgésico no organismo, diz jornal

O artista também tinha uma contagem muito baixa de glóbulos vermelhos, o que indica que estava doente

A autópsia do cantor Prince descobriu o analgésico Percocet em seu organismo, relataram o jornal Minneapolis Star Tribune e a rede de televisão KSTP-TV nesta quinta-feira, citando fontes a par da investigação. O remédio é composto por paracetamol e oxicodona, um opioide usado para dor e altamente viciante. O artista também tinha uma contagem perigosamente baixa de glóbulos vermelhos, indício de que estava doente, afirmou a afiliada local da rede ABC. A assessoria do instituto médico legal local, que realizou a autópsia de Prince, não quis comentar as informações.

Autoridades federais afirmaram na quarta-feira que participarão do inquérito sobre a morte de Prince. A Agência de Repressão às Drogas e a procuradoria-geral do estado de Minnesota fornecerão recursos para a investigação local e ajuda técnica sobre o uso ilegal e o tráfico de remédios de venda controlada.

Leia também:

Corpo de Prince foi encontrado com medicamentos controlados

Em 15 clipes difíceis de encontrar na web, o talento de Prince. Assista

Prince teria sofrido overdose seis dias antes de morrer

De acordo com o Star Tribune, o cantor tinha uma consulta marcada com o médico Howard Kornfeld, especializado no tratamento de vício em opiáceos, para o dia 22 de abril. Kornfeld tem uma clínica de reabilitação na Califórnia e pretendia ir até Minneapolis, mas, um dia antes de sua visita, Prince foi encontrado morto em sua casa.

A causa da morte do artista continua desconhecida. No final de abril, o instituto médico legal disse que os resultados da autópsia e dos exames toxicológicos podem demorar semanas.

(Da redação com agência Reuters)

Member of The Internet Defense League