Clique e assine com 88% de desconto

“O filme reflete a atual guerra de drones”, diz diretor de ‘Decisão de Risco’

Longa estreia nesta quinta-feira no Brasil e conta com Helen Mirren, Aaron Paul e Alan Rickman no elenco

Por Da Redação - 7 abr 2016, 13h17

Um time de militares, diretamente da Inglaterra, comanda uma operação no Quênia para capturar três perigosos terroristas. Com o auxílio de um drone, os oficiais descobrem que, na casa em que os alvos estão, há dois homens-bomba prestes a ir para a rua. A coronel Powell (Helen Mirren), o general Frank Benson (Alan Rickman) e o piloto americano Steve Watts (Aaron Paul​), então, se veem em um dilema. Isso porque a operação passa a ter como objetivo eliminar os terroristas, o que provavelmente acabaria causando a morte de uma criança inocente que está na zona do ataque.

Leia também:

Helen Mirren compara drama ‘A Dama Dourada’ à situação na Síria

Morre Alan Rickman, o Snape de ‘Harry Potter’, aos 69

Continua após a publicidade

Essa é a trama de Decisão de Risco, filme que chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira. Embora a produção tenha levado dois anos para ficar pronta, ela aborda uma temática atual, especialmente com os bombardeios realizados por países como Estados Unidos e Rússia na Síria com o objetivo de atingir estruturas do Estado Islâmico (EI). “Em resumo, o que você vê no filme é uma reflexão acurada do que está acontecendo no mundo real da guerra de drones hoje – de um ponto de vista militar, político e legal”, diz o diretor do longa, Gavin Hood (X-Men Origens: Wolverine).

Segundo ele, o longa não pretende entregar uma resposta pronta para o público, mas sim impõe a pergunta “o que você faria?”. “Eu não quis fazer um filme que dissesse ao público como ele deveria pensar. Ao apresentar uma situação controvérsa e complexa, sem respostas fáceis, espero ter feito um filme que ajudará a contribuir com um debate importante”, diz Hood.

O diretor conta que decidiu fazer um filme a partir do roteiro de Guy Hibbert porque o texto o fez “mudar de perspectiva constantemente”. “O roteiro foi um convite para um intenso debate. É inteligente e provocador. E também era profundamente emocionante, com personagens profundamente humanos e, algumas vezes, realmente engraçados. Mas o que mais me fascinou foi como ele apresenta um dilema ético e moral”, afirma. “É um filme sobre questões complexas de moralidade e dilemas éticos muito reais que se passam em um mundo moderno de guerra de drones. É uma trama destinada a pessoas que amam filmes que as deixam com algo para conversar”.

Confira abaixo um vídeo, publicado em primeira mão pelo site de VEJA, em que Gavin Hood fala sobre Decisão de Risco:

Continua após a publicidade

(Da redação)

Publicidade