Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre Zaha Hadid, premiada arquiteta anglo-iraquiana

Hadid foi a primeira mulher a ganhar o Pritzker, considerado o Nobel da área

A arquiteta anglo-iraquiana Zaha Hadid, que ganhou em 2004 o Prêmio Pritzker, morreu nesta quinta-feira, aos 65 anos, vítima de uma crise cardíaca em um hospital de Miami, nos Estados Unidos, informou seu estúdio com sede em Londres.

“Com grande tristeza, Zaha Hadid Architects confirma que Zaha Hadid morreu subitamente em Miami esta manhã. Esta semana contraiu uma bronquite e teve uma crise cardíaca durante seu tratamento no hospital”, indica o comunicado.

Leia também:

Alejandro Aravena vence o Pritzker, maior prêmio de arquitetura

Zaha nasceu em 31 de outubro de 1950, em Bagdá, no Iraque. Estudou matemática em Beirute antes de se mudar para Londres e ingressar na Architectural Association School of Architecture.

Ela funda sua empresa, a Zaha Hadid Arquitects, em 1979. Entre suas obras se encontram o prédio The Peak, em Hong Kong; a Ópera de Cardiff, no País de Gales; o Centro Aquático de Londres; a estação ferroviária de Nápoles; e a Ópera da cidade chinesa de Guangzhou. Zaha também desenhou o estádio Al Wakrah, que está sendo construído no Catar para a Copa do Mundo de 2022.

Foi a primeira mulher arquiteta a ganhar o Pritzker, considerado o Nobel da arquitetura. Também conquistou a medalha de ouro do Real Instituto dos Arquitetos Britânicos. “Atualmente podemos ver mulheres que se estabeleceram como arquitetas, mas isso não quer dizer que seja fácil. Em algumas ocasiões, é um desafio imenso. Houve uma tremenda mudança nos últimos anos e vamos continuar progredindo”, disse na época da premiação.

(Da redação com agências France-Presse, EFE e Reuters)

Member of The Internet Defense League