Clique e assine com 88% de desconto

Luana Piovani, sobre Patrícia Abravanel: ‘Tem que medir as palavras’

Atriz afirmou que apresentadora errou ao dizer que era contra a homossexualidade ser tratada como algo 'normal' e que ela deve ter mais responsabilidade ao falar na TV

Por Da Redação - 10 maio 2016, 16h32

A atriz Luana Piovani usou as redes sociais nesta segunda-feira para comentar a declaração de Patrícia Abravanel, que durante o quadro Jogo dos Pontinhos, do Programa Silvio Santos no SBT, soltou: “Eu não sou contra o homossexualismo (sic), eu sou contra falar que é normal. E outra, mulher com mulher não é tão legal assim, eu acho. Não tem aquele brinquedo que a gente gosta bastante, não dá para brincar direito”.

Leia também:

Patricia Abravanel pede desculpa por comentário sobre gays

Filha de Silvio Santos diz que ‘homossexualismo não é normal’

Continua após a publicidade

Luana postou um vídeo em seu Facebook em que afirma que a declaração de Patrícia é preconceituosa e que ela deveria ter mais cuidado com o que fala na TV. “Na geração da minha mãe, não era normal ela ver duas pessoas do mesmo sexo se beijando, se acariciando, tendo uma vida pública normal sendo gay. Já eu não tenho essa mesma realidade, para mim é normal. Eu comecei a trabalhar com imagem, como modelo aos 13, 14 anos de idade, e desde então eu me acostumei e a conviver com a realidade dos gays”, disse a atriz.

“Você pode ter a sua opinião, você pode dizer que gostaria ou não que isso acontecesse na sua vida, mas você não pode dizer que não é normal, porque se você for analisar a palavra no dicionário, anormal é uma coisa muito forte. Nos dias de hoje, com as informações que nós temos, você não pode dizer que acha normal uma mulher poder ganhar menos que um homem, você não pode dizer que um branco pode se sentir superior a um índio, um negro, um asiático”.

A atriz ainda atribuiu o erro na declaração da filha de Silvio Santos ao fato de Patrícia estar apresentando programas na televisão aberta há pouco tempo. “Ela como uma comunicadora tem uma responsabilidade sim de medir as palavras, porque ela não está na mesa de um bar. Eu demorei anos para entender isso, talvez seja pelo fato de que ela começou a trabalhar como comunicadora faz pouco tempo, porque o que você comenta na mesa do bar, ou seja, o que você acha dentro de você, você não pode simplesmente sair falando, porque você tem uma responsabilidade social por ser uma pessoa pública e por ter um programa numa rede aberta de televisão”, afirmou.

Depois de receber inúmeras críticas pelo comentário feito no domingo, Patrícia recorreu às suas redes sociais para pedir desculpas, na segunda-feira. “Peço desculpa se ofendi alguém ontem no Jogo dos Pontinhos. Dei apenas minha opinião, mas fui mal interpretada. Sou a favor do amor, do respeito e da tolerância”, escreveu na legenda de uma imagem de um coração postada em seu perfil no Instagram.

Continua após a publicidade

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade