Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Grupo protesta contra falta de negros no Oscar 2016

Dezenas de pessoas, convocadas pelo reverendo Al Sharpton, protestam contra a falta de diversidade racial entre os indicados

O tapete vermelho do Oscar abriu as portas para a 88.ª edição dos prémios da Academia de Hollywood. Enquanto isso, nos arredores, dezenas de pessoas, convocadas pelo reverendo Al Sharpton, se concentraram perto do Teatro Dolby, em Los Angeles, para contestar a falta de diversidade racial. entre os indicados,

“Esta será a última noite do Oscar completamente branco”, disse o reverendo, segundo o jornal Variety. Al Sharpton assegurou que se a situação não mudar no próximo ano, serão organizados mais protestos e os anunciantes serão pressionados.

Pelo segundo ano consecutivo, a Academia de Cinema dos Estados Unidos nomeou exclusivamente atores brancos, motivando uma onda de protestos e apelo a um boicote na cerimônia, nomeadamente por parte do realizador Spike Lee e do casal de atores Will Smith e Jada Pinkett-Smith.

No começo da cerimônia, o apresentador Chris Rock fez diversas referências e piadas sobre a falta de diversidade racial entre os nomeados. Ele deu as boas-vindas à festa, que, segundo ele, “também é conhecida como os prêmios das pessoas brancas”.

“Se eles também nomeassem os apresentadores, eu não teria trabalho”, acrescentou o humorista e ator afro-americano. Este ano, os prêmios do cinema dos Estados Unidos estão marcados há semanas pela polémica das questões raciais.

Leia mais:

Estatueta do Oscar é recauchutada para 2016

(Com Agência Brasil)

Member of The Internet Defense League