Clique e assine com 88% de desconto

Desabafo de Faustão sobre política foi gravado em novembro

Sem citar nomes, apresentador criticou 'imbecil que está lá'

Por Redação - 7 jan 2019, 16h09

O desabafo de Faustão durante o Domingão exibido no último final de semana repercutiu nas redes sociais. Depois que o apresentador criticou um político, sem citar nomes (chamando-o apenas de “imbecil que está lá”), espectadores acreditaram que a indireta seria para o presidente Jair Bolsonaro. Nesta segunda-feira, a assessoria de imprensa da TV Globo confirmou a VEJA que o programa foi gravado no dia 3 de novembro, quando Michel Temer ainda estava no poder e Bolsonaro já havia sido eleito.

Na hora do Carnaval e da seleção, o brasileiro é um povo que tem união, tem solidariedade, tem uma integração. Por que isso não acontece nas coisas sérias? Lutar por educação, saúde pública, contra a corrupção, contra a incompetência”, pediu Faustão durante uma conversa com a atriz Sophie Charlotte no programa especial de trinta anos da atração.

“O imbecil que está lá, e não deveria estar, pode até ser honesto, mas é um idiota que está ferrando com todo mundo”, continuou. “Você paga imposto e o que você recebe? Então, vamos ver se esses novos ares vão mudar. Tem que rezar para dar certo, não adianta rezar contra.”

Confira o trecho do programa:

Continua após a publicidade

Publicidade