Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com um ‘dedo a menos’, Jesse Hughes comanda o Eagles of Death Metal no Lolla

Vocalista e guitarrista se apresentou com tendão rompido e fez plateia esquecer fama conquistada após ataques terrorista em Paris

O Eagles of Death Metal é uma boa banda. Porém, sua relevância, ou apenas fama, cresceu após os ataques terroristas em Paris, quando o show do grupo foi alvo de terroristas no ano passado. A tragédia parece ter atiçado a curiosidade da plateia do Lollapalooza, que lotou a apresentação do Eagles neste sábado, no palco Onix. Os americanos responderam com um show explosivo e cheio de gracinhas dos integrantes. Nem o tendão rompido do líder e guitarrista Jesse Hughes impediu a apresentação. Por conta da lesão, ele cancelou a turnê europeia, mas, no festival no Brasil, o músico empunhou seu instrumento com uma tala no dedo médio e, mesmo assim, tocou seus solos e riffs com precisão no Autódromo de Interlagos.

Leia também:

Atraso e bandas brasileiras marcam início do Lollapalooza 2016

A banda entrou ovacionada. Logo em seguida, o público atirou mimos ao vocalista, como camisetas e um lenço amarelo, que Hughes usou constantemente para limpar o suor do rosto. No meio do concerto, o acessório ganhou outra utilidade e acabou amarrado no pescoço do músico.

I Only Want You e Don´t Speak (I Came to Make a Bang) abriram a apresentação em ritmo acelerado, para então o vocalista declarar: “Vocês nem imaginam o quanto eu amo vocês”, disse antes de deixar a guitarra de lado para dançar freneticamente enquanto cantava Complexity. A faixa Whorehoppin’ (Shit Goddamn) veio na sequência e foi bem recebida, assim como a maioria da setlist, que contou com canções como The Reverend, Silverlake (K.S.O.F.M.) e Cherry Cola.

Hughes olhava incrédulo para o mar de pessoas que o assistia e parecia legitimamente impressionado com a multidão. “Eu amo vocês”, não se cansava de dizer. A banda então tocou uma versão bem mais roqueira de Save a Prayer, clássico da banda britânica Duran Duran. Ao fim da música, o vocalista ainda brincou com o público. “Apesar da letra da próxima música dizer que eu quero ir para Los Angeles, na verdade, eu quero ficar aqui com vocês, em São Paulo”, disse antes de entoar Wannabe in L.A.

A agitada I Want You So Hard (Boy’s Bad News) antecedeu o longo e apoteótico final de apresentação. Durante Speaking on Tonges, a derradeira, Hughes desceu até o fosso entre o palco e a plateia e de lá fez um solo de guitarra enquanto andava entre os fãs. Ele chegou até mesmo a ganhar um beijo na testa durante o passeio. Na volta ao palco, a banda, bem humorada, abusou das brincadeiras, e fez o guitarrista Dave Catching tocar vendado. No fim, aqueles que foram conferir a banda por conta dos eventos trágicos em Paris, com certeza agora terão motivos muito mais agradáveis para se lembrar dos roqueiros.

Member of The Internet Defense League