Clique e assine com 88% de desconto

Alanis Morissette acusa empresário de roubo de US$ 4,7 mi

Segundo a cantora, Jonathan Schwartz, que trabalhava com ela há 9 anos, desviou dinheiro para sua própria conta

Por Da Redação - 18 maio 2016, 17h48

Alanis Morissette entrou com um processo na Corte Superior de Los Angeles na segunda-feira contra seu ex-agente, Jonathan Schwartz, contratado para ajudar a cuidar de suas finanças em 2007. Segundo a cantora, ele teria transferido mais de 4,7 milhões de dólares (aproximadamente 16,7 milhões de reais pela cotação atual) da conta da canadense para a sua própria, sem permissão, desde 2009. As informações são do site TMZ.

LEIA TAMBÉM:

Taylor Swift canta ‘You Oughta Know’ com Alanis Morissette

Alanis Morissette dá à luz ao seu primeiro filho

Continua após a publicidade

Álbum ‘clássico’ de Alanis Morissette vai virar musical

Alanis Morissette mostra seu lado zen em entrevista em SP

Schwartz e a companhia da qual é sócio, a GSO Business Management, estão sendo acusados de má conduta por Alanis. A cantora ainda afirma que ele fez uma aplicação de 8 milhões de dólares de maneira errada entre seus investimentos. A cantora pede uma indenização de mais de 15 milhões de dólares.

Além de trabalhar com a interprete de Hand in My Pocket, Schwartz ainda é representante financeiro de nomes fortes na música pop americana, como Beyoncé e Mariah Carey.

Continua após a publicidade

(Da redação)

Publicidade