Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

ministro da Itália, Matteo Renzi

O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi

O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, afirmou que o terremoto de 6,2 grausque atingiu a zona central do país na madrugada desta quarta-feira “deixou ao menos 120 mortos”. O forte tremor provocou cenas de desolação em cidades localizadas em regiões montanhosas, de difícil acesso. “Os feridos foram levados para fora de Amatrice e Accumoli com helicópteros e ambulâncias. Foram 368 somente nesta manhã”, informou Renzi. “Há alguns problemas para o reconhecimento dos corpos, mas estamos trabalhando nisso”.

luiza-erundina-perfil

texto rtextotexto rtextotexto rtextotexto rtextotexto rtexto

O balanço total de mortos sobe de hora em hora, já que há muita gente sob as pilhas de escombros e vários desaparecidos, explicou à imprensa Immacolata Postiglioni, porta-voz da Defesa Civil. Segundo a agência italiana de notícias AGI, ao menos cem pessoas estão desaparecidas. Dezenas de socorristas, policiais e voluntários trabalham sem descanso nas pequenas localidades de Amatrice e Accumoli, na região de Lácio, e Arquata del Tronto, na região de Marcas, as três mais afetadas pelo terremoto. O tremor, que foi sentido em Roma e Veneza, acordou a população às 03h30 locais (22h30 de Brasília de terça-feira) e, desde então, foram registrados cerca de 200 tremores secundários.

O epicentro foi localizado perto de Nórcia, uma cidade da região da Umbria, a 150 km de Roma, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). Os feridos mais graves estão sendo levados à capital da província, Rieti, assim como a hospitais de Roma e Florença em helicópteros.

Veja também:

O epicentro foi localizado perto de Nórcia, uma cidade da região da Umbria

O epicentro foi localizado perto de Nórcia, uma cidade da região da Umbria

O epicentro foi localizado perto de Nórcia, uma cidade da região da Umbria

O epicentro foi localizado perto de Nórcia, uma cidade da região da Umbria, a 150 km de Roma, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). Os feridos mais graves estão sendo levados à capital da província, Rieti, assim como a hospitais de Roma e Florença em helicópteros.

O epicentro foi localizado perto de Nórcia, uma cidade da região da Umbria, a 150 km de Roma, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). Os feridos mais graves estão sendo levados à capital da província, Rieti, assim como a hospitais de Roma e Florença em helicópteros.