Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

USP oficializa proibição de festas com venda de bebida alcoólica

Contrários à determinação, o Diretório Central dos Estudantes (DCE) e centros acadêmicos marcaram festa em protesto

A Universidade de São Paulo (USP) oficializou nessa quinta-feira (27) a proibição de festas com comercialização e consumo de bebida alcoólica em seu campus. A determinação foi aprovada pelo Conselho Gestor da Cidade Universitária em dezembro do ano passado, mas ainda aguardava a publicação, no Diário Oficial do Estado, de uma resolução da reitoria com as regras e protocolos a serem seguidos para a realização de eventos nos espaços da universidade.

Contrários à determinação, o Diretório Central dos Estudantes (DCE) e centros acadêmicos marcaram para esta sexta-feira uma festa em protesto, chamada de Festão contra a Proibição, na Cidade Universitária.

Leia também:

Fuvest abre hoje inscrições para o vestibular 2016

Blog com ‘guia para estuprar uma mulher na USP’ é investigado

Com a nova regulamentação, apenas eventos festivos que tenham “compatibilidade com a vida universitária” serão autorizados. A proibição de bebidas será feita com base na lei de 2009 que veta “compra, venda, fornecimento e consumo de bebidas alcoólicas” em estabelecimentos de ensino sob administração estadual. Como as universidades têm autonomia, a USP não seguia a norma.

Há previsão de punições às confraternizações ilegais. Os organizadores que descumprirem as determinações estão sujeitos à responsabilização civil, penal e administrativa.

“É uma cortina de fumaça. Eles alegam que a proibição é para evitar casos de violência, mas eles continuam acontecendo independentemente das festas. Em junho uma aluna foi estuprada dentro do câmpus quando ia ao Restaurante Universitário, essa não é a forma de se resolver o problema”, disse a aluna Gabriela Ferro, diretora do DCE.

(Com Estadão conteúdo)

Member of The Internet Defense League