Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo suspende novas bolsas de estudo no exterior

Bolsas concedidas pelo CNPq foram interrompidas devido a cortes no orçamento. O programa Ciência sem Fronteiras não oferece novas bolsas desde 2015

O governo interrompeu a concessão de novas bolsas de estudo de um dos principais programas federais de apoio a estudantes brasileiros no exterior. O financiamento oferecido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) por meio de novas bolsas de pós-graduação foi suspenso temporariamente, enquanto o programa Ciência sem Fronteiras não deve conceder novas bolsas em 2016, assim como ocorreu em 2015.

Leia também:

CNPq pode deixar de financiar parte do Ciência sem Fronteiras

Mulheres são maioria entre os doutores brasileiros formados no exterior

O número de novas bolsas do CNPq para graduação e doutorado sanduíche (quando o estudante passa um período no exterior), doutorado, pós-doutorado, estágios e especializações já vinham sofrendo uma diminuição gradual desde o ano passado. Em 2014 foram concedidas 10.626 bolsas para estudo no exterior, enquanto em 2015 o número foi de 9.468. Este ano, há 6.607 bolsas de estudo no exterior em andamento.

O CNPq informou em nota que “a suspensão se refere apenas a novas bolsas, é temporária e tem relação com a meta fiscal do governo, mas será retomada assim que houver a recomposição do orçamento.”

Apoio no exterior – O programa Ciência sem Fronteiras teve 26.119 bolsas concedidas em 2014. No ano passado e este ano, nenhuma nova bolsa foi oferecida aos estudantes. O programa, uma iniciativa conjunta entre o Ministério da Educação (MEC) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), lançado em julho de 2011, oferece bolsas a alunos de graduação e pós-graduação para fazer estágio no exterior. O projeto prevê a utilização de até 101.000 bolsas em quatro anos. De acordo com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), uma das instituições de fomento do programa, a meta da concessão de bolsas entre 2011 e 2014 foi alcançada. Deste total, 65.2015 foram ofertadas pela Capes e o restante pelo CNPq. Atualmente, 13.300 bolsas do programa estão em andamento.

Em conjunto com o CNPq, as bolsas oferecidas pela Capes são o principal apoio ao estudo de brasileiros no exterior. Ao site de VEJA, a Capes afirmou que vai manter todos os seus programas tradicionais de bolsas no exterior (doutorado, doutorado sanduíche, pós-doutorado e estágio sênior) e deve abrir novas vagas este ano.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League