Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estudantes reclamam e MEC estende prazo de simulado online do Enem

Alunos cadastrados para fazer a prova se queixaram nas redes sociais de dificuldades para acessar a plataforma 'Hora do Enem'. Novo prazo se encerra às 20h do domingo

Após estudantes inscritos para fazer o primeiro simulado online do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ofertado pelo MEC reclamarem nas redes sociais que não conseguiam acessar a prova, o prazo para a conclusão das questões foi estendido. O Ministério da Educação decidiu prorrogar o horário, que terminaria às 20h deste sábado, até as 20h do domingo (o exame estará disponível até as 23h59, mas como o aluno tem apenas quatro horas para concluir o exame, a hora-limite de início do simulado é às 20h).

O ministério acrescentou que vai apurar o que causou as dificuldades de acesso. Até as 15h deste sábado apenas 150 000 estudantes acessaram o simulado. No total, 350 000 alunos se cadastraram para fazer o teste. O resultado e o gabarito serão divulgados ao final do exame.

Leia também:

Enem será considerado na avaliação do ensino superior, diz MEC

Enem 2016: Site com simulado online tem mais de 1,4 milhão de inscritos

Para acessar o simulado, na plataforma ‘Hora do Enem’, o estudante deve se fazer a inscrição, gratuita, até momentos antes do início da prova.

O teste será formado por 80 questões com conteúdos correspondentes ao que o estudante de ensino médio aprendeu até a data. Outros simulados estão marcados para 25 de junho, 13 de agosto e 8 e 9 de outubro.

Para os alunos que não têm internet em casa foram oferecidos 120 000 pontos de acesso em universidades e institutos federais de educação, ciência e tecnologia, de acordo com o MEC. O simulado online pode ser feito também em instituições particulares e comunitárias e escolas estaduais de ensino médio. Nesses locais, o exame seria realizado das 8h às 12h do sábado.

Simulado online – O site, lançado no início deste mês, inclui também roteiro de estudos e aulas em vídeo. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), 1,8 milhão de estudantes estão inscritos na plataforma. Ela está disponível para os 2,2 milhões de alunos de escolas públicas e privadas que devem concluir o ensino médio este ano.

De todas as visitas ao site, 59% foram feitas por meio de computadores, 38% pelo celular e o restante por tablets. Até a sexta-feira, 2,9 milhões de visualizações haviam sido registradas.

“Hora do Enem” – Por meio da plataforma, o estudante também terá acesso a exercícios e a uma biblioteca de videoaulas sobre os conteúdos que caem na prova, o “MECFlix”. O MEC estima que, se o estudante estudar duas horas e meia por dia na plataforma, as chances de melhorar o desempenho no Enem podem chegar a 30%.

A “Hora do Enem” também está na TV Escola, que transmite videoaulas diariamente às 18 horas, com reprises às 7 horas e às 13 horas. Outros 40 canais comunitários, universitários e legislativos também devem transmitir o programa.

Inscrições para o Enem – Os alunos interessados em participar do Enem 2016 devem fazer suas inscrições entre 9 e 20 de maio, pelo site do Enem. A taxa de inscrição é de 68 reais e deve ser paga até 25 de maio em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios.

O MEC espera 8 milhões de inscrições para este ano e mais de 6 milhões de participantes para o exame. Em 2015, o Enem teve 7.746.057 candidatos inscritos, representando uma diminuição de 11,2% em relação a 2014, com 8.722.239 inscritos.

As provas deste ano serão em 5 e 6 de novembro. O exame do dia 5 (sábado) será de Ciências Humanas e da Natureza e terá 4h30 de duração, enquanto no dia 6 (domingo) os candidatos terão 5h30 para concluir a prova de Redação, Matemática e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League