Clique e assine com 88% de desconto

E Mercadante vê motivos para comemorar

A diferença entre o desempenho de ricos e pobres aumenta, mas o ministro enfatiza as melhorias

Por Da Redação - 31 out 2015, 09h41

Apesar de um novo levantamento do Inep mostrar que a diferença de desempenho entre os mais ricos e os mais pobres vem aumentando na última década, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, preferiu enfatizar a ampliação do acesso às escolas brasileiras e certo avanço nos anos iniciais do ensino no Índice de Desenvolvimento da Educação Básico (Ideb), do MEC. Mas admitiu: “A melhora foi muito desigual.” Mercadante aposta que a implementação do Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa, em 2012, começará a colher resultados e reduzir o abismo que separa alunos de diferentes estratos sociais.

À margem da retórica, o programa já existente de bolsas de iniciação à docência, o Pibid, passará concentrar esforços para tentar reverter o quadro, segundo anunciou o ministro. A previsão é de que o programa, que consiste em um estágio de alunos de pedagogia nas escolas, se volte para unidades de pior ensino. O primeiro alvo será reforçar a aprendizagem de português e matemática. A ver os resultados.

(Com Agência Estado)

Publicidade