Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Duolingo lança teste gratuito de proficiência em inglês

A plataforma de ensino de idiomas Duolingo lança nesta terça-feira um teste gratuito de proficiência em língua inglesa. Disponível no site e no app da plataforma (Android e iOS), o Teste Rápido não tem valor de certificado, já oferecido pelo Duolingo, mas pretende se tornar uma ferramenta de autoavaliação confiável para estudantes e profissionais.

Leia mais:

App Duolingo lança teste de proficiência em inglês

Startups e grandes empresas: o que o ratinho pode ensinar ao leão

Inovação oferece a abundância de que o mundo precisa, diz embaixador da Singularity

“Hoje, a grande maioria dos estudantes e profissionais faz alguma menção a idiomas em seus currículos, mas infelizmente essas referências não têm qualquer fundamento. Queremos criar um padrão para que todos entendam o que quer dizer ‘sou iniciante’ ou ‘sou intermediário'”, diz a brasileira Gina Gotthilf, vice-presidente de comunicações e desenvolvimento internacional da startup americana.

O Teste Rápido é, de fato, breve. São cerca de vinte questões a serem resolvidas em vinte minutos. A avaliação foi construída a partir da experiência da empresa com o Certificado Duolingo de Inglês, exame que, a exemplo dos tradicionais Toefl e Ielts, mede o conhecimento do idioma por pessoas que não têm o inglês como língua materna. Lançado há pouco mais de um ano, o teste para certificação já foi feito por mais de 100.000 pessoas e é aceito como comprovante de domínio do idioma por empresas como Uber e instituições de ensino de primeiro nível nos Estados Unidos e Alemanha. Ao contrário do Teste Rápido, o Certificado é pago: 20 dólares.

Com seus testes, o Duolingo vem trazendo inovação ao segmento. O Certificado, por exemplo, é bem mais barato do que os concorrentes (no Brasil, o Toefl sai por 215 dólares) e permite que participantes em qualquer parte do planeta sejam avaliados, bastando para isso ter acesso à internet. Isso porque, na prova com certificação do Duolingo, os participantes são monitorados virtualmente (a ideia é impedir a cola mesmo) a partir da câmera dos seus próprios computadores. No caso de Toefl e Ielts, o candidato deve ir até um dos locais de exame.

“Provas oficiais padronizadas são caras”, diz Gina. “Com o Teste Rápido, estamos oferecendo a todos a chance de entender suas chances de se sair bem antes de tirar o dinheiro do bolso.”

Um estudo independente realizado no ano passado na Escola de Educação da Universidade Pittsburgh mostrou que é grande a correlação entre o desempenho de participantes do teste e no Toefl. Ou seja, a pesquisa indica que as provas têm capacidade similar de aferir o nível de conhecimento de uma pessoa em língua inglesa. Outro estudo, que está sendo realizado pelas universidades Harvard e Duke e pelo MIT, entre outras instituições, pretende aprofundar a análise e jogar mais luz sobre o assunto.

Existem hoje 100 milhões de pessoas cadastradas na plataforma. Cerca de 8 milhões delas estão no Brasil. Os apps do Duolingo acumulam prêmios: melhor app do ano para iPhone (2013) e Melhor dos Melhores do Google (2013 e 2014).

Member of The Internet Defense League