Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dois municípios de SC têm o Enem adiado por causa da chuva

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou que 4.542 alunos de Rio do Sul e Taió não farão as provas neste fim de semana. Até esta sexta-feira (23), 1 milhão de estudantes ainda não acessou o cartão de confirmação e não conhece seus locais de prova

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou nesta sexta-feira (23) que o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) foi adiado em dois municípios de Santa Catarina por causa das enchentes na região. Em Taió e Rio do Sul, as fortes chuvas alagaram as ruas de acesso e os locais de prova. Ao todo, foram atingidas duas escolas de Rio do Sul e três de Taió, somando 4.542 alunos.

Leia também:

Reta final para o Enem: dicas para chegar com tranquilidade ao local de prova

Faltando 2 dias para o Enem, 958 estudantes têm seus locais de prova alterados pelo Inep

“A casa desses participantes está inundada. É uma situação muito difícil”, disse Mercadante. “Não faz sentido expor esses estudantes a fazer provas nessas circunstâncias.”

O exame, que será realizado por 7,7 milhões de estudantes, ocorrerá em todo o Brasil neste sábado (24) e domingo (25). De acordo com Mercadante, os alunos catarinenses farão a prova até a primeira semana de dezembro. A previsão da pasta é que a data de aplicação do exame, nesses dois casos, seja definida ao longo da próxima semana.

Cartão de confirmação – Durante entrevista coletiva nesta sexta-feira, o MEC informou que 6,6 milhões de estudantes acessaram o cartão de confirmação da prova. Isso significa que aproximadamente 1 milhão de estudantes ainda não confirmou participação nas provas e não sabe onde realizará o exame.

Este ano, o cartão de confirmação do exame não foi distribuído pelos Correios – o acesso a ele é feito pela internet para a checagem de endereços e dos dados dos participantes. Apesar de não ser obrigatório para o acesso ao local de prova, o MEC aconselha a impressão do cartão. O ideal é que o candidato leve a cópia do cartão, que contém os detalhes do endereço do local de prova, junto com o documento de identidade com fotografia.

Além disso, os candidatos devem ficar atentos aos horários indicados no documento, pois a prova seguirá, impreterivelmente, o horário de Brasília. Os portões serão abertos às 12 horas e fechados às 13 horas; as provas serão distribuídas aos estudantes às 13 horas e 30 minutos.

Isso significa que estudantes de Estados que não adotaram o horário de verão deverão chegar ao local de prova até as 12 horas locais. Em Manaus, que além de não adotar horário de verão tem fuso-horário com uma hora a menos, os participantes poderão entrar em seus locais de prova das 10 horas às 11 horas.

Segurança – De acordo com o MEC, a segurança para o exame será reforçada, com a mobilização de 60 batalhões do Exército, que vão fiscalizar 64.190 malotes de provas, equipados com cadeado eletrônico, o que possibilita o controle do horário de abertura de provas. Vão trabalhar 30.435 pessoas nas equipes de segurança. Nos locais de prova, o número de detectores de metais foi duplicado e os equipamentos serão instalados também nos banheiros.

De acordo com o ministro, atitudes como fotografias ou quaisquer registro das provas serão punidas. “Fotografar a prova e jogar na rede viola o sigilo do exame. Estaremos monitorando as salas de aula o tempo todo para identificar os violadores e retirá-los da prova”, afirmou.

Provas – Os participantes do Enem farão quatro provas objetivas de 45 questões neste fim de semana. No sábado (24) serão feitos os testes de Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Geografia, Filosofia e Sociologia), Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Química, Física e Biologia). No domingo (25) é a vez das provas de Linguagem, Códigos e suas Tecnologias (Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Artes e Educação Física), Matemática e suas Tecnologias e a Redação. O tempo de realização da prova é de 4 horas e meia no sábado e 5 horas e meia no domingo.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League