Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Warren Buffett investe US$ 1 bi em ações da Apple no primeiro trimestre

No movimento oposto, grupo Berkshire Hathaway, comandado pelo investidor, reduziu sua participação em grandes multinacionais como Wal-Mart, Procter & Gamble e AT&T

O grupo de investimento Berkshire Hathaway, propriedade do bilionário Warren Buffett, investiu 1 bilhão de dólares na Apple no primeiro trimestre. As aquisições foram reportadas nesta segunda-feira à Comissão da Bolsa de Valores dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês).

Ao todo, foram compradas 9,8 milhões de ações da Apple até o dia 31 de março. Os papéis eram avaliados 1,07 bilhão de dólares no último dia do primeiro trimestre, mas nesta segunda, por causa da forte desvalorização da Apple desde o anúncio, no final de abril, da primeira queda trimestral dos lucros em treze anos, eles valem cerca de 900 milhões de dólares.

O novo investimento de Buffett na Apple é revelado um mês depois de outro famoso investidor, Carl Icahn, ter anunciado a venda de sua participação na empresa de tecnologia. A decisão deveu-se a problemas que a Apple pode ter para se expandir na China.

O anúncio de Berkshire Hathaway foi muito bem recebido nos mercados. As ações da Apple subiam 3% na Nasdaq duas horas depois da abertura da sessão e lideravam os ganhos no índice Dow Jones, o principal indicador de Wall Street.

No entanto, desde o início do ano, as ações da Apple caíram 11% e acumulam uma queda de 27% em doze meses, desvalorização que se acentuou no fim de abril após a divulgação do resultado trimestral.

Segundo os documentos apresentados à SEC nesta segunda, Buffett também comprou nos primeiros três meses do ano quase 200.000 ações do grupo IBM, no qual sua posição está avaliada em 12,3 bilhões de dólares. A IBM continua sendo um dos principais investimentos da Berkshire Hathaway, ao lado do grupo de alimentação Kraft Heinz, do banco Wells Fargo e da multinacional Coca-Coca, sem alterações no primeiro semestre, segundo o The Wall Street Journal.

Durante os primeiros três meses de 2016, o grupo de investimentos de Buffett, com sede em Ohama (Nebraska), também aumentou sua participação no Bank of New York Melon, na Visa e na Philipps 66. Em contrapartida, reduziu posições em outras grandes multinacionais como Wal-Mart, Procter & Gamble e na AT&T.

Leia também:

Apesar da crise, Nestlé planeja criar novas vagas no Brasil

Fundo soberano da Noruega quer processar a Volkswagen

(Com agência EFE)

Member of The Internet Defense League