Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Volume de serviços cai 4% em fevereiro sobre 2015, diz IBGE

Foi a maior queda para o mês desde 2012, início da série histórica. Queda dos serviços de informação respondeu pelo maior impacto do mês

O volume do setor de serviços do Brasil caiu 4% em fevereiro na comparação com o mesmo mês do ano anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira. Trata-se do 11º resultado negativo e também da maior queda para o mês desde 2012, início da série histórica do indicador. No ano, o setor acumula baixa de 4,5% e, em 12 meses, de 3,7%.

De acordo com o IBGE, ainda na comparação com 2015, registraram volume menor os serviços prestados às famílias (-1,4%); os de informação e comunicação (-5,3%); os de serviços profissionais, administrativos e complementares (-4,3%), e os de transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (-2%) e outros serviços (-6,1%). O setor que respondeu pelo maior peso para a queda do índice geral foi serviços de informação.

“Por conta do efeito renda, as famílias estão cortando serviço de telefonia e TV por assinatura para adequar seus orçamentos”, disse o coordenador do IBGE Roberto Saldanha.

Por região, as maiores altas partiram de Rondônia (16,5%), Roraima (9,8%), Distrito Federal e Mato Grosso (ambas com 8,2%). Na contramão, as maiores variações negativas foram vistas no Amapá (-18,3%), Amazonas (-18,1%) e Sergipe (-9,7%).

Já a receita nominal do setor cresceu 1,9% em fevereiro. No ano, a alta acumulada é de 0,9% e, em 12 meses, de 1,2%.

A série da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) foi iniciada em janeiro de 2012. Ainda não há dados com ajuste sazonal (que permitem a análise do mês contra o mês imediatamente anterior), porque, segundo o IBGE, a dessazonalização requer a existência de uma série histórica de aproximadamente quatro anos.

Leia mais:

Relatório expõe gastança do ONS em lojas de grife e restaurantes caros

Governo promete R$ 1,2 trilhão para PAC até 2019

(Da redação)

Member of The Internet Defense League