Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Safra de grãos deve crescer 0,9% em 2016, diz IBGE

Volume colhido deve atingir 211,3 milhões de toneladas este ano, maior do que os 209,5 milhões registradas no ano passado

A safra brasileira de grãos deve somar 211,3 milhões de toneladas em 2016, segundo levantamento de fevereiro, divulgado nesta quinta-feira, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado significa aumento de 0,9% em relação à produção de 2015, que totalizou 209,5 milhões de toneladas.

Frente à estimativa de janeiro, a produção teve elevação de 0,3%, com 600 mil toneladas a mais. O arroz, o milho e a soja representam, juntos, 92,8% da projeção de produção.

A estimativa da área a ser colhida é de 58,4 milhões de hectares, um acréscimo de 1,2% em relação à área colhida em 2015 (57,7 milhões de hectares). Ante a projeção de janeiro, a estimativa para a área plantada teve recuo de 0,2%.

Soja – A estimativa de produção de soja na safra de 2016 caiu 0,8% em fevereiro ante a estimativa de janeiro, mas ainda assim a colheita deve ser recorde. Na estimativa de fevereiro, o IBGE projeta produção de 101,8 milhões de toneladas de soja em uma área de 33,0 milhões de hectares. Assim, a safra de 2016 será 4,9% superior à de 2015, informou o IBGE.

“Todos os três principais produtores do país apresentam, até o momento, recordes em suas safras. O Mato Grosso lidera a produção nacional, com 27,3% de tudo que será produzido no País. O Estado espera colher 27,8 milhões de toneladas. No Paraná, a estimativa de produção é de 17,7 milhões de toneladas, sendo que em torno de 50% já se encontram colhidos”, diz nota distribuída pelo IBGE.

Leia mais:

Funcef quer reaver R$ 200 milhões investidos em fundo da OAS

Denúncia contra Lula põe dólar abaixo de R$ 3,65

Milho – A estimativa de produção de milho na safra de 2016 melhorou na passagem de janeiro para fevereiro, mas segue apontando para redução na produção em relação a 2015. A previsão é de uma produção de 82,7 milhões de toneladas em 2016, 3,5% abaixo do registrado em 2015. Na comparação com a estimativa do IBGE feita em janeiro, a produção é 2,2% superior.

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League