Clique e assine com 88% de desconto

Recessão afeta produção de dinheiro e faz faltar troco

Corte no orçamento para a produção de moeda fez o valor total das cédulas crescer apenas 2,1% em 2015, menor expansão desde a criação do Plano Real

Por Da Redação - 22 fev 2016, 11h24

A recessão econômica brasileira não poupou a circulação de dinheiro no país. O corte no orçamento para a produção de moeda fez o valor total das cédulas crescer apenas 2,1% em 2015, segundo dados do Banco Central (BC), a menor expansão desde a criação do Plano Real, em 1994. Descontada a inflação, o valor do meio circulante encolheu 8,4%. Os dados foram publicados na edição desta segunda-feira do jornal Folha de S. Paulo.

No ano passado, o número de notas em circulação de 5, 10 e 20 reais caiu entre 5% e 9%, ainda de acordo com o BC. Em contrapartida, houve aumento de 6% nas cédulas de 100 reais, o que explica, por exemplo, por que caixas eletrônicos passaram a entregar mais notas desse valor.

Diante disso, muitos comerciantes tiveram dificuldades na hora de dar troco aos consumidores. O problema deve se repetir este ano, devido ao corte de 7% previsto para a produção de dinheiro na comparação com 2015. Entre 2014 e 2016, essa despesa deve somar 1,35 bilhão de reais. Somente em 2013 foi de 1,23 bilhão de reais.

O BC informou que a produção de numerário tem sido impactada desde 2014 pela redução da despesa pública federal, mas que tem administrado os estoques disponíveis com a finalidade de atender às demandas da forma mais imparcial.

Continua após a publicidade

Leia mais:

Crise motiva expansão de empresas brasileiras no exterior

Banco suíço compra BSI, filial do BTG Pactual, por US$ 1,3 bi

(Da redação)

Publicidade