Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Post-it está no centro de batalha milionária nos EUA

Americano diz ter inventado a folha de papel autoadesiva, popularizada pela 3M, e pede indenização de 400 milhões de dólares

O Post-it, popularizado pelo conglomerado industrial americano 3M, está no centro de uma disputa judicial nos Estados Unidos. O americano Alan Amron, de 67 anos, que diz ser o criador da pequena folha de papel autoadesiva, abriu um processo contra a empresa no tribunal de Fort Lauderdale, na Flórida, em que exige pelo menos 400 milhões de dólares por perdas e danos.

Em seu perfil no Twitter, Amron afirma ter inventado o Post-it em 1973. Na época, o papel amarelo foi batizado de “Press-Memo”. Ele tem 39 patentes apresentadas e aceitas nos Estados Unidos.

A 3M sempre disse que o Post-it, um de seus produtos mais conhecidos, foi desenvolvido em 1974 por seus cientistas Arthur Fry e Spencer Silver. A comercialização começou em 1977, mas foi em 1980 que as vendas da invenção deslancharam.

Amron nega a versão da 3M e já havia atacado o grupo por violação de direitos autorais em 1997. Na época, as duas partes tinham chegado a um acordo em termo confidenciais. Em 2015, o faturamento da divisão de produtos de consumo da 3M da qual o Post-it faz parte foi de 4,4 bilhões de dólares, uma queda de 2,2% em relação ao ano anterior.

Leia também:

Salário mínimo ideal deveria ser de R$ 3.725, afirma Dieese

Governo avalia usar reservas para abater dívida pública, diz Wagner

(Com Agência France-Presse)

Member of The Internet Defense League