Clique e assine com 88% de desconto

Petróleo vaza de navio da Transpetro no litoral do Rio Grande do Sul

Cabo de amarração se rompeu durante descarregamento de óleo. Segundo órgão ambiental, 'problema é de pequena dimensão'

Por Da Redação - 7 abr 2016, 16h53

A Transpetro, subsidiária de logística da Petrobras, informou o vazamento de 2.500 litros de óleo no litoral do Rio Grande do Sul. Um cabo de amarração, que ligava um navio ao Terminal de Osório, no município de Tramandaí, se rompeu na noite de quarta-feira 6, durante o descarregamento de petróleo, segundo a empresa.

Em comunicado, a Transpetro afirmou que equipes de contingência trabalham na contenção e remoção do óleo. “As causas do incidente estão sendo apuradas e as autoridades competentes foram informadas”, complementou.

De acordo com a Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), do governo gaúcho, um “temporal provocou o rompimento da mangueira” utilizada para o descarregamento do óleo. Segundo os técnicos do órgão ambiental, “o problema é de pequena dimensão”, por isso não foi recomendado o uso de dispersantes químicos, que são empregados para dissolver o petróleo.

A fundação trabalha para evitar que o derramamento atinja a costa e contamine a areia, como informa em comunicado. Para isso, avalia o lançamento de “barreiras flutuantes para posterior sucção da mancha”.

Continua após a publicidade

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade