Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nasa fabricará avião de passageiros supersônico

Protótipo de aeronoave é dos chamados "low-boom", capaz de superar a velocidade do som sem criar explosões

A Nasa vai fabricar um avião supersônica para o transporte de passageiros que será o mais silencioso e eficiente possível, informou nesta segunda-feira a agência espacial americana. O protótipo de avião é dos chamados low-boom, capaz de voar na velocidade supersônica sem criar explosões.

O administrador da Nasa, Charles Bolden, anunciou nesta terça-feira que foi assinado um contrato no valor de 20 milhões de dólares com a empresa americana Lockheed Martin para desenvolver um projeto preliminar de um avião que supere a velocidade do som.

Apesar de usar um motor de reação, que tradicionalmente causa um grande estrondo, o barulho produzido por essa nova aeronave seria mínimo.

Limitar o nível de barulho das aeronaves se transformou nos últimos anos em um dos principais desafios da pesquisa espacial. Além disso, a redução da poluição é outro dos requisitos cumpridos pelo novo projeto, já que otimizaria o consumo de combustível.

“A Nasa está trabalhando duro para tornar os voos mais ecológicos, mais seguros e mais silenciosos”, disse nesta terça Charles Bolden no Aeroporto Nacional Ronald Reagan, em Washington. O projeto e a construção da aeronave levará vários anos, e a Nasa calcula que as campanhas de voo comecem por volta de 2020.

Os voos supersônicos comerciais foram cancelados quando as companhias aéreas British Airways e Air France deixaram de operar em 2003 o Concorde, um avião capaz de viajar a uma velocidade máxima de 2.180 quilômetros por hora (mais de duas vezes a velocidade do som).

A eficiência da mítica aeronave, conhecida como “Pássaro Branco”, que conta com legiões de fãs no mundo todo, foi questionada após o acidente de um Concord em Paris no ano 2000, que deixou 113 mortos.

Leia também:

Embraer fecha empresa para aeronaves não tripuladas

Gol prevê redução de 4% a 6% das decolagens no 1º semestre de 2016

(Com agência EFE)

Member of The Internet Defense League