Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mercado vê PIB menor e mais inflação em 2016

Segundo boletim Focus, do BC, perspectiva para a retração econômica este ano passou de 3,45% para 3,50%. Já a estimativa para inflação subiu de 7,57% para 7,59%

Analistas do mercado financeiro, ouvidos pelo boletim Focus, do Banco Central (BC), pioraram suas estimativas para o crescimento econômico e para a inflação este ano. Segundo o último relatório, divulgado nesta segunda-feira, a perspectiva para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2016 passou de retração de 3,45% para queda de 3,50%. Já para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a projeção subiu de 7,57% para 7,59%. O levantamento foi realizado com mais de 100 instituições financeiras.

Para 2017, a estimativa do mercado para o PIB permaneceu estável em alta de 0,50%. Para a inflação, os economistas também mantiveram a expectativa de alta de 6%, teto da meta para o período, e também longe da meta central de 4,5% estabelecida para o ano que vem pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

A expectativa para os juros também se manteve inalterada, em 14,25% este ano e 12,50% no ano que vem. Na última semana, o Comitê de Política Monetária (Copom), do BC, manteve a Selic em 14,25%.

Já para o câmbio, a projeção do mercado para o dólar no fim de 2016 caiu de 4,35 reais para 4,30 reais. Para o fechamento de 2017, a previsão permaneceu em 4,40 reais.

A semana passada foi repleta de eventos econômicos e políticos. Na sexta-feira, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi alvo da nova etapa da operação Lava Jato, aproximando ainda mais a investigação do atual governo.

Na quinta-feira, notícia sobre delação premiada do ex-líder do governo no Senado Delcídio do Amaral (PT-MS) já havia animado os favoráveis ao impeachment. No mesmo dia foi divulgado o número oficial do tombo da economia brasileira em 2015, de 3,8%, o pior resultado desde 1990. Vale lembrar que os especialistas consultados no Focus podem ainda não ter incorporado esses resultados em suas projeções.

Leia mais:

Setor elétrico brasileiro tem uma ‘Belo Monte’ à venda

Cenário político deverá ditar os humores do mercado na próxima semana

(Da redação)

Member of The Internet Defense League