Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Luz ficará mais cara em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e parte de São Paulo

Para a CPFL Paulista, Aneel aprovou reajuste de 7,55%; em MT e MS, aumentos serão de 7,58% e 6,75%, respectivamente

A conta de luz ficará mais cara em São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. As novas tarifas, aprovadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), valem a partir de 8 de abril.

A Aneel aprovou nesta terça-feira um reajuste de 7,55% nas tarifas da CPFL Paulista. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 6,56%, e para a baixa tensão, 8,23%. A CPFL Paulista atende a 4,2 milhões de unidades consumidoras em 234 municípios paulistas, entre eles Campinas, Ribeirão Preto, Bauru e São José do Rio Preto.

A Agência aprovou também um reajuste de 8,60% nas tarifas da Energisa Mato Grosso. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 7,58%, e para a baixa tensão, 9,11%. A empresa atende ao Estado de Mato Grosso.

Também foi aprovado reajuste de 7,19% nas tarifas da Energisa Mato Grosso do Sul. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 6,75%, e para a baixa tensão, 7,40%.

Leia também:

Conta de luz mais barata ajuda a conter inflação da baixa renda em março

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League