Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lucro das empresas de capital aberto no Brasil cai 87,2% em 2015

Resultado das 297 companhias brasileiras de capital aberto somou R$ 14 bilhões em 2015, frente aos R$ 109,8 bilhões no ano anterior, diz Economática

O lucro líquido das empresas de capital aberto do Brasil caiu 87,2% em 2015, puxado principalmente por Vale, Petrobras e a Eletrobras, segundo um estudo divulgado nesta quinta-feira pela consultoria Economática. O lucro das 297 companhias brasileiras com ações cotadas na bolsa de São Paulo somou 14 bilhões de reais em 2015, frente aos 109,8 bilhões de reais no ano anterior.

Excluindo Petrobras, Vale e Eletrobras, os lucros das companhias ano passado chegou a 107,4 bilhões de reais, o que representa uma queda de 19,5% em relação a 2014, quando o lucro foi de 133,5 bilhões de reais.

Dos 24 setores listados, dez tiveram prejuízo em 2015 e entre eles se destacou o da mineração, que fechou o ano com um resultado negativo de 45,1 bilhões de reais.

O setor minerador no Brasil está representado principalmente pela Vale, a maior exportadora de ferro do mundo, e que liderou a lista de maiores perdas anuais, com um prejuízo de 44,21 bilhões de reais.

Atrás ficou a Petrobras, com prejuízo de 34,83 bilhões de reais, o pior ano de sua história. Protagonista de um gigantesco escândalo de corrupção, a empresa atravessa uma crise, causada tanto pela queda internacional do preço do petróleo quanto pela forte desvalorização do real em relação ao dólar em 2015, o que piorou sua dívida.

A Eletrobras, por sua vez, teve perdas de 14,44 bilhões de reais.

O prejuízo acumulado de Vale, Petrobras e Eletrobras em 2015 foi de 93,4 bilhões de reais, quase quatro vezes pior que as perdas de 2014, de 23,6 bilhões de reais.

Apesar da crise aguda que o Brasil atravessa o setor bancário, composto por 25 instituições, aumentou seu lucro em 28,3%, dos 54,9 bilhões de reais em 2014 para 70,5 bilhões de reais em 2015.

Leia mais:

Eletrobras tem prejuízo de R$ 10,4 bi no 4º tri com baixa contábil

BC admite estouro da meta de inflação este ano e vê queda de 3,5% do PIB

(Com agência EFE)

Member of The Internet Defense League