Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Executivos da Volks faturaram quase 200 milhões de reais em meio a escândalo e perdas em 2015

No ano passado, a montadora admitiu fraudar os testes de emissão de diesel

A cúpula de executivos de alto escalão da Volkswagen e alguns ex-diretores vão receber um total de cerca de 49 milhões de euros (aproximadamente 194 milhões de reais) pelo ano de 2015, apesar de a empresa ter anunciado perdas recordes após o escândalo de fraude de emissões de poluentes.

No ano passado, a montadora admitiu fraudar os testes de emissão de diesel. As perdas da empresa em 2015 chegaram a 5,5 bilhões de euros.

Segundo informou a BBC, a Volkswagen disse que iria reter uma parte dos pagamentos de bônus, e poderia quitá-los posteriormente.

Em uma coletiva de imprensa, o presidente-executivo Matthias Mueller pediu desculpas pelas atitudes da empresa e reconheceu que a montadora vem “decepcionando muitas pessoas que confiaram” nela.

A Mueller foi prometido um pagamento de 4,76 milhões de euros por seu trabalho em 2015. Desse total, o pagamento de 880 mil euros foi adiado.

Enquanto isso, o antigo CEO da empresa Martin Winterkorn, que renunciou assim que o escândalo foi descoberto, concordou em adiar 30% de sua remuneração. Ainda assim, o ex-líder da montadora deve receber um total de 7,3 milhões de euros.

Por seu trabalho como diretor financeiro, Hans Dieter Posch receberá 5,2 milhões de euros, bem como a remuneração fixa de 13,4 milhões de euros por seu novo cargo no conselho de supervisão da Volkswagen.

Leia também:

Juro do cheque especial atinge recorde de 300% ao ano em março, diz BC

Bancos públicos liberam R$ 2,4 bi para casa própria

(Da redação)

Member of The Internet Defense League