Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA impõem sanções ao gigante chinês ZTE por violar embargo ao Irã

Segundo o governo americano, fabricante de equipamentos de telecomunicações usou empresas de fachada para exportar equipamentos de telecomunicações aos iranianos

O governo americano vai impor restrições comerciais ao gigante chinês de equipamentos de telecomunicações ZTE por violar o embargo dos EUA ao Irã, de acordo com um documento oficial obtido pela agência de notícias AFP nesta segunda-feira. O grupo revelou que estava sendo ameaçado de represálias comerciais do governo americano, suscitando a reação das autoridades de Pequim.

A partir desta terça, a ZTE deve aparecer na lista negra do Departamento Americano de Comércio. A lista apresenta empresas cujas ações são “contrárias à segurança e aos interesses nacionais da política externa dos EUA”, segundo a notificação que será publicada no Diário Oficial.

De acordo com o documento, o gigante chinês teria “exportado ilegalmente” equipamentos que eram alvo de sanções dos EUA ao Irã, violando, assim, o embargo internacional, utilizando empresas de fachada. A notificação oficial não especifica a data das polêmicas operações ou a sua finalidade específica. No futuro, a ZTE deverá pedir a aprovação das autoridades americanas cada vez que quiser vender ou comprar qualquer produto nos EUA.

Antes mesmo da confirmação oficial, Pequim já havia emitido protestos, opondo-se “fortemente às sanções dos EUA contra empresas chinesas com base em sua legislação nacional”, afirmou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hong Lei.”Esperamos que os EUA encerrem suas práticas equivocadas, a fim de não prejudicar ainda mais as relações bilaterais e a cooperação econômica” entre os dois países, completou.

O governo americano concordou em suspender, desde meados de janeiro, algumas sanções contra Teerã, mas continua impondo um embargo relacionado a violações dos direitos humanos e ao apoio ao terrorismo.

Leia também:

Com preço de empacotamento maior que o de venda, Venezuela retém leite

Quase estável em relação ao ano anterior, lucro da Caixa soma R$ 7,2 bi em 2015

(Com AFP)

Member of The Internet Defense League